sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Após três dias, EUA ainda não conhecem Presidente. Será hoje?

Os Estados Unidos continuam sem saber quem vai ser o próximo inquilino da Casa Branca

À medida que as horas vão passando, e os votos sendo contados, Joe Biden vai alargando a sua vantagem em relação a Donald Trump. Porém, tudo continua em aberto, ainda que não haja indícios de que possamos assistir a uma reviravolta nos resultados até agora conhecidos.

Recorde-se que são necessários 270 votos do colégio eleitoral para garantir a presidência dos Estados Unidos. Dados atualizados da Fox News, dão conta de que Joe Biden conta com 264 delegados, contra 214 de Trump. Falta neste momento, concluir a contagem em cinco estados, nomeadamente: Nevada, Pensilvânia, Georgia, Carolina do Norte e Alaska.

Donald Trump continua a alegar que existe fraude nas eleições deste ano. Há poucos minutos, o republicano recorreu ao Twitter para mostrar o seu descontentamento com o rumo que as eleições estão a tomar, afirmando que se "esta contagem fosse legal, venceria facilmente" as presidenciais.

Joe Biden afirmou, esta quinta-feira, 5, que "não tem dúvidas" de quando a contagem terminar, que o partido democrático será o vencedor. "Cotinuamos a sentirmo-nos muito confiantes quanto ao rumo que isto está a tomar", afirmou o candidato, acompanhado por Kamala Harris.

Vídeos e comentários publicados por manifestantes na rede social Twitter dão conta de um forte dispositivo policial, em Nova Iorque, que em muitos casos não se compara à escassa presença de civis, depois de detenções alegadamente arbitrárias e utilização de técnicas de intimidação e dispersão.

Media contra discurso de Trump. Algumas das principais estações de televisão dos Estados Unidos, como ABC, CBS e NBC, cortaram o discurso do Presidente no horário nobre, enquanto a Fox News, referência informativa do Partido Republicano, desmentiu as alegações de Donald Trump. Em causa estão as constantes acusação de fraude eleitoral, referidas por Donald Trump.

Vários republicanos afastaram-se das tentativas de Donald Trump declarar vitória sem fundamento e parar a contagem de votos em vários Estados, deixando-o sem aliados importantes enquanto continua atrás de Joe Biden na disputa eleitoral.

Os juízes na Geórgia e Michigan rejeitaram os processos judiciais apresentados pela campanha de Donald Trump, contrariando a estratégia de ataque à integridade do processo eleitoral em estados cujos resultados podem ditar a derrota do presidente nas eleições.

O Notícias ao Minuto continua a acompanhar todo o processo, naquele que se considera poder ser o dia decisivo para saber quem é o próximo presidente dos Estados Unidos. Leia mais em Notíciasao Minuto.

Andreia Pinto | Notícias ao Minuto (texto parcial) | Imagem: Reuters

LEIA MAIS SOBRE OS EUA EM Página Global -- AQUI e AQUI

Televisões cortam discurso de Trump e desmentem presidente, Fox incluída

Algumas das principais estações de televisão dos Estados Unidos, como ABC, CBS e NBC, cortaram o discurso do Presidente no horário nobre, enquanto a Fox News, referência informativa do Partido Republicano, desmentiu as alegações de Donald Trump.

A divisão no canal de notícias conservador está a aprofundar-se cada vez que Trump repete as alegações de fraude eleitoral.

"Não vimos nada que constitua fraude ou abuso do sistema", disse o correspondente da Casa Branca para a Fox News, John Roberts, em direto, da mesma sala de imprensa em que o Presidente falara segundos antes.

Nos estúdios, em Nova Iorque, os apresentadores repetiam continuamente. "Não vimos nenhuma prova".

Horas depois, em programas de opinião noturnos, a apresentadora da Fox News, Laura Ingraham, deu uma volta de 180 graus e questionou num editorial o facto do voto pelo correio ser contado, afirmando que "a América deve encontrar o vencedor na noite das eleições ou na manhã seguinte".

A mesma estação, o canal pago de notícias mais assistido, foi palco de grande tensão na noite da eleição de terça-feira, depois de declarar o rival de Trump, o democrata Joe Biden, vencedor do Arizona, antes que outros 'media' o fizessem.

A diferença de critérios na programação da Fox News reflete a tensão editorial que existe entre os jornalistas de uma empresa que vive um dilema: decidir entre continuar a apoiar a deriva do discurso de Trump ou a verificação das suas denúncias contra o sistema eleitoral.

EUA com mais de 1.200 mortos e de 120 mil casos, novo máximo diário

Os Estados Unidos registaram na quinta-feira mais de 1.200 mortos e um recorde diário de mais de 120 mil infetados com o novo coronavírus, indicou a contagem da Universidade Johns Hopkins.

Há cerca de duas semanas que os dados mostram um aumento dos números no país, que lidera as estatísticas a nível mundial.

Este é o terceiro dia consecutivo em que o país regista mais de mil mortes diárias, o que não acontecia desde o início de setembro.

Há duas semanas, os Estados Unidos ultrapassaram pela primeira vez, com quase 80 mil casos, o registo de infeções diárias contabilizado, até então, em meados de julho.

O total de mortos nos Estados Unidos desde o início da pandemia é de quase 235 mil e o de infetados superior a 9,6 milhões.

EUA/Eleições: Aumentam manifestantes anti-Trump junto à Casa Branca

Washington, 04 nov 2020 (Lusa) - Os manifestantes anti-Trump aumentaram de número em frente aos jardins da Casa Branca, após as 20:00 (01:00 de quarta-feira em Lisboa), a hora do fecho das urnas para as eleições norte-americanas, a nível nacional.  

Até ao momento o único incidente a registar ocorreu pouco antes das 20:00 locais, quando um apoiante do Presidente norte-americano, Donald Trump, um afro-americano identificado com uma camisola de campanha do Partido Republicano irrompeu pela concentração democrata e em defesa dos direitos cívicos para insultar o candidato democrata, Joe Biden, e Breonna Taylor, morta a tiro pela polícia em Louisville no passado mês de março.

A provocação foi criticada pelos manifestantes e obrigou a polícia a avançar apesar de o apoiante republicano ter fugido da zona a correr.

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Milhares saem à rua em protesto contra reforma laboral na Indonésia

Milhares de indonésios manifestaram-se hoje, em novos protestos, contra uma controversa reforma das leis laborais, aprovada no início de outubro, que os sindicatos acusam de retirar direitos aos trabalhadores.

A Federação dos Sindicatos (KSPI, na sigla original) da Indonésia indicou que milhares de trabalhadores e membros de 32 organizações sindicais no país participaram em manifestações frente ao palácio presidencial e ao Tribunal Constitucional, em Jacarta.

Os sindicatos reivindicam o abandono do pacote de leis laborais, aprovado em 05 de outubro pelo Parlamento indonésio, e o aumento do salário mínimo em 2021, disse o responsável do KSPI, Said Iqbal.

O Parlamento indonésio aprovou em 05 de outubro um pacote legislativo que alterou cerca de 70 leis e regulamentos laborais, com o objetivo, segundo o governo, de criar empregos e atrair investidores.

Dadus UNICEF 2016: Labarik 67.866 Hala’o Atividade Ekonomíku

Independente -- DILI -- Tuir dadus tinan 2016 husi Ajensia Internasionál iha Timor-Leste UNICEF katak total traballu infantil hamutuk 67.866 (16%), ne’ebé envolve ativu iha atividade ekonomiku hodi sustenta familia.

Husi númeru ne’e kompostu husi labarik mane 32.995 no labarik feto 34.300. Husi totál ne'e na’in 62.710 mak iha area rural no na’in 4.978 iha area urbanas.

Aliende ne’e, labarik sira ne'ebé tuir eskola de’it hamutuk pursentu 70,7 (70,7%), iha empregu ho eskola 13,2%, iha empregu de’it, 2,9%, laiha empregu ho laiha eskola 13,2%.

Diretora UNICEF Valerie Taton hateten, seidauk iha dadus foun hahú tinan 2017 too 2020. Tuir planu sei halo peskiza kualitativa hodi aktualiza fali dadus.

Tuir nia katak konsekuensia husi Traballu Infantil bele fó perigu ba isin no bele mate, ne'e bele lori ba daeskravidaun no esplorasaun sexsual ekonomia.

Traballu Infantil mós impede sira atu ba eskola no la kuidadu saúde, limitadu direitu fundamental no amensa sira nia futuru.

"Labarik sira serbisu tanba razaun oioin, dala barak traballu infantil mosu wainhira familia sira hasoru dezafiu inserteja ekonomia, karik tanba kiak, moras derepente de'it tanba kuidadór, ka lakon empregu husi ema ruma serbisu ho salariu prinsipál,"dehan nia bainhira halo intervensaun iha sorumutu halibur dadus traballu infantil iha Timor-Leste, kinta ohin, iha timor plaza.

Nia hatutan, planu balu hala'o ona ba diresaun traballu infantil, planu asaun nasionál atu elimina forma sira husi traballadór infantil iha Timor-Leste.

Diretora ne'e hakerek lalehan peskiza ba traballu infantil ne'ebé hala'o husi Governu Timor-Leste iha 2016 hatudu katak estimasaun husi labarik 68.000 tinan 5 too 17 invole iha forma atividade ekonomia balun.

Entretantu tuir dadus mundiál 2016 hatudu katak labarik na’in 421.655 ho idade 5 too 17 mak hala’o atividade ekonómiku iha area rural no urbanas hodi sustenta familia.

Joenaca da Conceição | Independente

Maioria Joven 60% Afetadu Moras Hiv/Sida

Independente -- DILI -- Moras Hiv/Sida iha Timor-Leste husi tinan ba tinan kontinua sae tanba joven balun sei kontinua livre halo relasaun seksual. Tuir dadus Ministériu Saúde katak númeru afetadu 1049, maioria joven ho idade 25-44 hamutuk pursentu 60, joven idade husi 15- 24 hamutuk pursentu 28.

Diretór Commisaun Nasional ba Prevensaun Hiv/Sida, Venancio Coelho relata dadus ne’e liu husi seminariu nasional ho tema "Sensibilizasaun Kauza husi Relasaun Seksual Livre Sei Hadaet Moras HIvSida ba Ema Seluk", iha salaun Madre Dominican Motak Laran, kinta ohin.

Venancio esplika katak dadus Ministériu Saúde ne’e desde inisiu husi 2003 too Juñu 2020.

Enkuantu Commisaun Nasional Prevensaun ba Hiv/Sidarasik seidauk iha dadus kompletu tanba sei halo rekapitulasaun molok fó sai ba publiku.

Persentajen ne’ebé afetadu husi Hiv/Sidamaioria iha Dili, tuir fali Munisipio sira iha liña fronteira, hanesan Bobonaro, Suai no Oekusi, Munisipio Baucau.

Moras ne’e tama hotu ona ba Munispiu hotu, maibé seidauk iha dadus husi kada Munisipiu.

Diretór ne’e mós fó atensaun ba joven sira katak moras Hiv/Sidaseidauk iha aimoruk atu kura, tanba ne’e husu ba entidade hotu hotu liuliu joven atu evita relasaun seksual ho livre.

Nia dehan, Timor-oan mate tanba moras Hiv/Sidakuaze na’in 100.

Entertantu partisipante ba workshop, Angelina do Santos sente orguillu tuir programa sensibilizasaun ne’ebé organiza husi komisaun Prevensaun Hiv/Sida.

Tuir nia katak liu husi sensibilizasaun ne’e, nia bele iha koñesementu oinsa bele prevene moras ida ne’e.

"Ha’u sente kontente tanba informasaun ida ne’e importante ba ha’u hodi evita halo relasaun seksual livre ho ema seluk tanba se lae moras at ne bele kontaminadu ba ema seluk no liu husi daun husi tato i ikus mai bele hamosu mate no estraga ba ami nia futuru," dehan Angelina.

Camilio de Sousa | Independente

TL Tenke Prepara Produtu, Labele Depende Importasaun

DILI, STLNEWS.co – Timor Leste (TL) tenke prepara ninia produtu, atu bele halo exportasaun ba merkadu internasional, no labele depende deit ba importasaun husi liur. Kestaun nee, hatoo husi Diretor Jeral Comersiu, Cosme Fatima da Silva.

TL prepara hasae ninia produsaun iha rai laran, atu nunee bele exporta ba rai liur, tanba dadaun nee merkadu internasional sira gosta produtu lokal TL nian, maibe bainhira atu exporta, tenke hasae uluk produsaun, para bele exporta ba rai liur, tanba durante nee,TL sei depende ba iha importasaun neebe mai husi liur.

“Nee los duni katak, agora merkadu Xina no Uniaun Europeia loke sira nian merkadu ba produtu lokal TL ninia, tanba Uniaun Europiea servisu hamutuk ho MTCI, para emprezariu TL bele exporta produtu TL, neebe mak liu husi sistema online, agora sira merkadu presiza ita nian produtu TL, nee siqnifika ita TL tenke produs buat neebe merkadu rua nee presiza, espriensia durante nee hatudu mai ita katak, dala barak emprezariu sira husi Uniaun Europeia, no emprezariu husi Xina, neebe husu produtu mai ita, ita laiha produtu atu halo exportasaun ba too iha neeba,” dehan Diretor Jeral Comersiu ba STL iha Acait Dili.

PNTL deteve suspeito de matar mulher que defendia filha de violação

 
A polícia timorense deteve sexta-feira um homem suspeito de matar uma mulher à facada quando esta tentava proteger a filha, também esfaqueada, de uma tentativa de violação sexual, confirmou à Lusa o comandante da polícia de Díli.

“A polícia foi chamada por vizinhos quando ouviram os gritos da filha, enviamos uma patrulha ao local e conseguimos deter o suspeito, de 38 anos, que está em custódia policial e vai ser agora apresentado ao tribunal”, disse à Lusa Henrique da Costa, comandante da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) em Díli.

O responsável policial explicou que o homem, que vivia no mesmo bairro, na zona oeste da capital, entrou na casa das vítimas ao início da madrugada, tentando violar a jovem quando esta estava a dormir.

“A jovem começou a gritar e a mãe, Domingas Soares, veio ao seu auxílio e o suspeito esfaqueou-a até à morte, ferindo também a filha que está hospitalizada”, explicou.

Guerra civil nos EUA? "Não está fora de questão"

A possibilidade é admitida pelo ​​​​​​​director do jornal Luso-americano, Luís Pires, a viver nos EUA há quase 40 anos.

“O medo é o sentimento que, neste momento, grassa mais junto das populações." A descrição é de Luís Pires, director do jornal Luso-americano, um título dedicado à comunidade portuguesa nos EUA, com mais de 50 milhões de leitores e subscritores online.

A viver em Newark, Luís Pires foi correspondente da RTP e da TVI. Viveu em várias cidades norte-americanas e confessa que hoje, custa-lhe percorrer as ruas de Nova Iorque. "É uma cidade que vive com medo, dos conflitos raciais, da violência, de uma possível guerra civil, que não está fora de questão", alerta.

O medo não se fica por Nova Iorque. Durante o fim-de-semana, alguns estabelecimentos comerciais em Washington colocaram barreiras de protecção, com receio de confrontos após as eleições.

Além da violência, Luís Pires confessa estar preocupado com o agravar da crise provocada pela pandemia da Covid-19. "Já há fome, haverá mais em Dezembro. Se não houver uma vacina, será o caos neste país", realça em entrevista à TSF.

Quanto ao sentido de voto dos portugueses, Luís Pires garante que "a grande maioria vota Trump", porque o presidente dos EUA foi ao encontro dos interesses lusos: abateu impostos, concedeu vantagens aos agricultores, aumentou a construção e garantiu o funcionamento dos serviços.

Um apoio que, a somar a outros votos latinos, pode ser determinante nas eleições de terça-feira.

A autora não segue as regras do novo acordo ortográfico. 

Cristina Lai Men, enviada da TSF aos EUA | Imagem: © Justin Lane/EPA 

Julgamento de manifestantes em Luanda: 71 condenados por desobediência

Luanda, 01 nov 2020 (Lusa) – O julgamento da centena de manifestantes detidos no passado dia 24 de outubro em Luanda terminou hoje, com 71 réus condenados pelo crime de desobediência, mas todos serão libertados, disse à Lusa um advogado da defesa.

Em declarações à Lusa, Zola Bambi, indicou que 26 réus foram absolvidos de todos os crimes e outros 71 condenados por desobediência a uma pena de um mês de prisão convertida em multa de 20 kwanzas (0,0257 euros) por dia.

Todos serão libertados estando a aguardar a assinatura dos mandados de soltura, acrescentou.

O julgamento dos 103 manifestantes teve início na passada segunda-feira e levou até ao tribunal, o palácio D. Ana Joaquina, na baixa de Luanda, centenas de apoiantes que exigiam a libertação dos seus companheiros.

sábado, 31 de outubro de 2020

Pedofilia na igreja de Timor-Leste e tribunais

Tribunal analisa providência cautelar sobre relatório da diocese de Díli

O Tribunal de Díli ouviu hoje argumentos sobre uma providência cautelar das alegadas vítimas de um ex-padre norte-americano acusado de pedofilia contra a arquidiocese de Díli para travar a publicação de um polémico relatório sobre o caso.

Em causa está um relatório preparado pelo ex-diretor da Comissão de Justiça e Paz, Hermínio de Fátima Gonçalves, que assinou uma suposta investigação ao caso que envolve Richard Dashbach, já condenado e expulso do sacerdócio pelo Vaticano e agora alvo de acusações do Ministério Público (MP) timorense.

O polémico relatório, que inclui dados das alegadas vítimas, tentou desviar todas a responsabilidade do ex-padre, procurando acusar as autoridades judiciais e policiais timorenses e as organizações que têm apoiado as vítimas de "abuso sexual coletivo" por alegadamente terem realizado exames forenses e audições às vítimas.

Várias das alegadas vítimas foram colocadas em residências de proteção, normalmente usadas pela polícia e pelo sistema judicial, mas o relatório alegou que foram "raptadas".

O relatório acusou as organizações de apoio às vítimas de serem "uma rede" que atua de "forma estruturada" com o Governo, procuradoria, setor da saúde e a polícia e alegou que a investigação foi "um crime organizado de exploração de crianças, de tráfico humanos e de justiça máfia".

Na sequência das notícias sobre o relatório, o arcebispo de Díli, Virgílio da Silva anunciou a exoneração do diretor da Comissão e autor do relatório, padre Hermínio de Fátima Gonçalves, considerando que o documento "não reflete a opinião do arcebispo e vai além da competência da Comissão".

Setembru, Klínika Bairru-Pité rejistu labarik má-nutrisaun na’in-ualu

DILI, 30 outubru 2020 (TATOLI) -- Jestór Klinika Bairru-Pité, Inácio dos Santos, hateten durante fulan- setembru Klínika Bairru-Pité rejistu labarik ho má-nutrisaun hamutuk na’in ualu, mane na’in haat no feto na’in haat ho tinan lima mai kra’ik. Husi pasiente má-nutrisaun na’in ualu ne’e hafoin halo internamentu konsege rekupera hodi fila bá sira-nia uma idaidak.

Populasaun Timor-Leste laós kategoria ki’ak liu hodi fó impaktu ba kazu má-nutrisaun maibé problema maka família barak seidauk iha koñesimentu natoon oinsá atu tein hahán nutritive ba sira-nia família.

“Inan-aman laiha koñesimentu ne’ebé mak natón tanba ita nia hahán sira iha Timor-Leste iha vitamina ne’ebé barak, maibé konsumu mak la tuir nia nia padraun,’’ Inácio dos Santos hateten ba jornalista Agênsia TATOLI iha nia knaar fatin, ohin.

Ezemplu hahán nutritivu mak tein sasoro tenki tau ho naan, modo senoura, fehuk ropa, modo tahan nune’e bele haforsa labarik sira-nia dezenvolvimentu fiziku no mentál.

Jornalista: Felicidade Ximenes | Editór: Agapito dos Santos

Notísia Relevante: TL seikontinua enfrenta problema mánutrisaun

Programa “Cesta Basica” Tenke Benefisia Agrikultór sira

Business Timor – DÍLI -- Programa “Cesta Basica” ne’ebé VIII Governu trasa atu fó apoiu ai-han ka produtu lokál ba ninia populasaun iha fulan hirak ikus ne’e hafoin nasaun hasoru tiha problema mundiál surtu Covid-19 no impase polítika iha Timor-Leste hodi lori impaktu ida ne’ebé negativu ba dezenvolvimentu ekonomia nasaun nian.

Ho nune’e VIII governu mai honinia polítika atu halo rekoperasaun ekonomia nasaun nian no husi rekoperasaun ekonomia ne’e iha mós programa “Cesta Basica” ne’ebé responsavel husi Ministeriu Koordenador Asuntu Ekonomiku (MAKE). Tanba ne’e Reprezenta povu iha Parlamentu Nasionál husu ba governu atu implementa programa “Cesta Basica” tenke fó duni benefisia ba povu sira ne’ebé presiza tulun no tenke tuir duni lei ne’eb’e iha.

Deputada Bankada FRETILIN Maria Angelina preokupa tanbá lei ne'ebé defini ba cesta básica atu hola nesesidade báziku tanbá lei ne'ebé defini hosi Governu no Governu tenki hola agrikultura sira prodús iha Munisípiu sira. "Ami nia preokupasaun mak ida ne'e, tanbá lei definisaun ba cesta básica ida ne'e Polítika Governu defini atu hola ita nia agrikultura sira nia produsaun, hanesan fos, fore mungu, fore Keli, Ai-Farina, Talas no Ai-Fuan sira seluk, dentru kurtu prazu ida ne'e ita bot sira bele halo iha kabaz iha produtu sira ne'e, povu rona polítika Governu rekoperasaun ekonómia ami kontenti, tanbá Governu sosa ami nia produtu lokál sira ne'ebé mak iha,” hatete deputadu ne’e.

Polísia Kaptura ona Mane ida Deskonfia Oho Inan no Hakanek Oan iha Rai-Kotu

Timor Post -- DILI -- Polísia Nasionál Timor Leste (PNTL) hamutuk ho komunidade sira ho forsa rejerva halo ona kapturasaun ba mane ida ho inisiál LH idade 38 ne’ebé deskonfia oho inan  Domingas Soares no hakanek matebian nia oan ho naran Lindy Moy.

Kazu ne’e akontese iha loron Sesta 30/10/2020 maizumenus tuku ida madrugada uma Rai Kotu, Suku Madohi, Postu Administrativu Don Aleixo, Munisípiu Dili, iha ona sala detensaun Komandu PNTL Munisípiu Dili.

Komandante Munisípiu Dili, Superintendente Xefe Henrique da Costa , haktuir, suspeitu LH nia feen nu’udar membru polísia. Derepente de’it LH tama ba vítima sira nia uma hodi halo asaun ne’e.

Komandante Henrique dehan, Domingas hetan sona iha parte hirus matan karuk ho kotuk laran mate fatin. No Lindy hetan sona iha parte liman kabas karuk kanek grave.

Komunidade sira rona akontesimentu ne’e ho lalais ba evakua kedas Lindy ba hala’o tratamentu intensivu iha Sentru Saúde Komoro.  Enkuantu inan Polísia Sentifiku Investigasaun Kriminál Nasionál (SIKN) evakua mate isin ba Hospitál Nasionál Guidu Valadares (HNGV) hodi hein prosesu autópsia.

Tuir observasaun Timor Post liu husi imajen ne’ebé hatudu husi Polísia Nasionál Timor-Leste, katak, vítima na’in rua hetan sosa ho tudik modo, no vítima nia inan mate latan iha uma laran la ho roupa no nakonu ho ran.

Matebian nia laen Xinez ida hetan oan feto ida, maibe sira so’e malu ona. Matebian husi Postu Administrativu Kailaku, Munisípiu Bobonaro.

Notícias Timor Post em português

Governo aprova serviço militar obrigatório

Diariu Timor Post - Díli -- O Governo aprovou, no Conselho de Ministros desta quarta-feira (29/10), um novo regulamento da Lei do Serviço Militar de que faz parte a introdução do serviço militar obrigatório.

O Ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fidélis Magalhães, explicou que a proposta de lei foi apresentada pelo Ministro da Defesa, Filomeno Paixão.

“O Conselho de Ministros aprovou o novo regulamento sobre o serviço militar. Com este sistema, quando chegam aos 18 anos, os jovens têm de cumprir serviço militar obrigatório”, afirmou, na quarta-feira (28/10), no Palácio do Governo.

Segundo o governante, o serviço militar obrigatório é introduzido no novo estatuto das Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL) para responder às necessidades de recrutar efetivos em tempos de paz.

“A introdução do serviço militar obrigatório levou à necessidade de reestruturação do recrutamento militar e da reorganização das diversas fases de prestação de serviço militar efetivo normal, promovendo a eficácia e eficiência dos diversos serviços militares e civis diretamente envolvidos no cumprimento das obrigações militares”, acrescentou.

O ministro explicou ainda que os jovens que se recusem a cumprir serviço militar obrigatório receberão sanções.  (kyt)

Também publicado em Página Global

Xanana considera desadequadas medidas de estado de emergência

O ex-Presidente da República timorense Xanana Gusmão considerou hoje “desadequadas” as novas medidas que o Governo vai aplicar a partir de 04 de novembro no âmbito do estado de emergência, devido à pandemia de covid-19.

Xanana Gusmão referia-se em particular à decisão do Governo, com base no decreto de declaração do estado de emergência, de exigir o uso de máscaras, higienização de mãos e distanciamento social nos recintos públicos.

“Penso que a medida é desadequada. As medidas relativas à fronteira são as mais adequadas a Timor-Leste e não agora estarmos outra vez todos de máscara”, disse Xanana Gusmão, em declarações à Lusa.

“Se é para começar outra vez a fazer isto, é uma medida desadequadíssima. Vamos é continuar a prestar toda a atenção a quem chega de barco e avião e sobretudo nas fronteiras terrestres”, defendeu.

Recorde-se que o Governo aprovou na quarta-feira as novas medidas a aplicar durante o estado de emergência – o sétimo período de 30 dias e o quinto consecutivo -, obrigando ao uso de máscaras em recintos públicos e higienização de mãos na entrada de locais comerciais e serviços públicos.

As medidas, que se aplicam a partir do próximo dia 04 de novembro e até 03 de dezembro, determinam, segundo comunicado do Governo, que “passa a ser obrigatório manter uma distância de, pelo menos, um metro e meio entre cada pessoa, desde que não vivam em economia comum”.

É ainda obrigatório “utilizar máscara facial que cubra o nariz e a boca quando se tenha de aceder ou permanecer em recintos públicos ou privados de utilização coletiva, e higienizar as mãos quando pretendam entrar em estabelecimentos comerciais, industriais ou de prestação de serviços ou em edifícios onde funcionem serviços da administração pública”.

O Governo defendeu as medidas, notando que essa possibilidade estava prevista no decreto do Presidente da República, Francisco Guterres Lú-Olo, e são necessárias para evitar o contágio do vírus.

“O uso de máscara foi recomendado pelo próprio Presidente da República no decreto do estado de emergência. O senhor Presidente destacou a necessidade de retomar algumas medidas para prevenir a proliferação do contágio do vírus cá em Timor, considerando que o mundo está a registar um aumento enorme de casos e vários países estão numa nova vaga”, disse à Lusa Fidelis Magalhães, ministro da Presidência do Conselho de Ministros.

“Ainda não temos casos, mas, como sabe, o aumento está a ser registado na Indonésia. É melhor prevenir e esta é a única solução que temos. Para que o Governo não esqueça a gravidade da situação e para que a população não esqueça a gravidade do vírus, mantendo a vigilância”, afirmou.

O endurecimento de medidas ocorre apesar de a situação em Timor-Leste não se ter alterado nos últimos meses, com entre zero e um caso por mês – atualmente há apenas um ativo -, detetados entre pessoas que entram no país e enquanto estão ainda de quarentena.

Desde o arranque da pandemia, não houve em Timor-Leste qualquer caso de transmissão comunitária do vírus e o país está praticamente fechado, com entradas controladas na fronteira.

Apesar da preocupação com o distanciamento social, as novas regras não aplicam qualquer medida restritiva no que toca a escolas ou cerimónias de culto, onde já foi retomada há vários meses uma quase normalidade.

Magalhães disse que, no que se refere ao distanciamento social, as medidas devem ser aplicadas “principalmente nos lugares fechados e nas reuniões” ou nas “atividades coletivas que contam com a presença de multidão”.

O novo período vigora entre as 00:00 de 04 de novembro (15:00 de 03 de novembro em Lisboa) e as 23:59 de 03 de dezembro (14:59 hora de Lisboa).

As novas medidas somam-se às restrições nas entradas e quarentena obrigatória a quem entra no país, devendo ser publicado um diploma ministerial em que a ministra da Saúde definirá “as regras de isolamento profilático obrigatório aplicadas aos trabalhadores do setor petrolífero”.

As regras abrangem ainda “os membros de tripulação de aeronaves que assegurem o transporte internacional de passageiros ou de mercadorias e dos motoristas de veículos pesados de transporte internacional terrestre de mercadorias”.

O Conselho de Ministros reiterou que se mantém em vigor “a obrigatoriedade de que todos os indivíduos que pretendam entrar ou sair do território nacional se sujeitarem a controlo sanitário e à obrigatoriamente de isolamento profilático (quarentena) com a duração mínima de catorze dias”.

Timor-Leste tem atualmente um caso ativo de covid-19, com 29 pacientes recuperados desde o início da pandemia.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 44,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Plataforma

Governo prevê construir até final de 2021 mais 1.500 salas de aula

O Governo timorense planeia construir até final de 2021 um total de 1.500 novas salas de aula, reforçando a formação dos docentes, no âmbito das prioridades definidas para o setor educativo, indicaram as autoridades.

A diretora nacional de Política, Planeamento e Inclusão do Ministério da Educação, Juventude e Desporto (MEJD), Odília Ung Martins, explicou aos jornalistas que o objetivo é construir 800 salas de aula ainda este ano e as restantes em 2021.

“As prioridades do Governo centram-se nas infraestruturas. Abordamos a questão da qualidade do ensino. Em primeiro lugar, as infraestruturas têm de ser adequadas para que se possa melhorar o processo de aprendizagem”, disse, citada pela agência noticiosa timorense Tatoli.

“Muitas escolas estão em más condições, cobertas com palapa e zinco. Outros estabelecimentos de ensino estão sem cadeiras e mesas”, disse, à margem da Celebração do Mês da Educação, subordinado ao tema “Educação Primeiro, Educação Para Todos”.

Odília Ung explicou que o levantamento dos problemas do setor da educação realizado pelo ministério levou a que fosse planeado, em 2020 e 2021, o aumento do número de salas de aula.

O MEJD quer ainda apostar na capacitação dos professores de modo a poderem lecionar as suas disciplinas de forma eficaz aos alunos.

“Temos de identificar no futuro quais as formações adequadas destinadas aos professores. Segundo dados do INFORDEPE, apesar de a maioria dos professores já ter participado em formações, pretendemos focar-nos nas disciplinas que consideramos prioritárias, sobretudo aquelas que integram os exames nacionais”, explicou.

“Então temos de as identificar para que possamos capacitar os nossos professores através da formação do INFORDEPE”, adiantou, referindo-se ao Instituto Nacional de Formação de Docentes e Profissionais da Educação de Timor-Leste.

Em programas relacionados com o setor educativo, do ensino pré-escolar ao superior e recorrente, o Governo deverá gastar em 2021 cerca de 140 milhões de dólares (119,6 milhões de euros), somando as despesas previstas pelo Ministério da Educação, Juventude e Desporto e do Ministério do Ensino Superior, Ciência e Cultura.

Este artigo está disponível em: English

Plataforma

Marido de Isabel dos Santos, Sindika Dokolo, morre aos 48 anos

Sindika Dokolo, marido da mulher mais rica de África, Isabel Dos Santos, morreu no Dubai, aos 48 anos. Colecionador de arte, natural do Congo, terá morrido enquanto fazia mergulho subaquático.

A notícia da morte foi avançada pela Africa Insight. Segundo a mesma fonte, Dokolo estava a fazer mergulho quando faleceu, vítima de afogamento. Esta é a versão da imprensa da República Democrática do Congo, no entanto, fontes angolanas indicaram que a causa da morte foi uma embolia.

A morte de Dokolo foi confirmada oficialmente por Michée Mulumba, do gabinete do Presidente congolês, Felix Tshisekedi.

Filho do primeiro negro que criou um banco, Augustin Dokolo, Sindika nasceu no antigo Zaire, agora República Democrática do Congo, tendo passado a infância na Europa.

Em 2002, casou com Isabel dos Santos, filha do ex-presidente de Angola José Eduardo dos Santos, em Luanda.

O casal mudou-se no início de 2020 para o Dubai, após a abertura de diversas investigações a Dokolo, juntamente com a sua mulher, por alegadamente desviar propriedades do Estado angolano, que determinaram o arresto preventivo de participações de Isabel dos Santos e de Sindika Dokolo, em empresas como a Unitel, o BFA, o Bic Angola e a ZAP.

Isabel dos Santos publicou uma foto com Dokolo e o filho mais novo no Twitter, mas sem qualquer legenda. Sucedem-se as manifestações de pesar em resposta ao tweet.

Dokolo era dono de uma das mais contemporâneas coleções de arte africanas, que incluíam mais de 3.000 peças de arte.

Este artigo está disponível em: English

Plataforma

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Falsifika Dokumentu Hasoru Lei

DILI, STLNEWS.co – Veteranu neebe envolve iha falsifikasaun dokumentu hodi hetan lukru ba sira nia aan rasik, sei hasoru lei.

Xefe Estadu Maior Falimtil-Forsa Defeza Timor Leste (F-FDTL) Maijor Jeneral Lere Anan Timur hatoo kestaun nee bainhira remata hasoru malu ho Prezidente Republika iha Palasiu Prezidente Bairru Pite, Kuarta (21/10/2020).

Major Jeneral Lere dehan Timor Leste iha ona lei, tanba nee vetaranu neebe envolve iha falsifikasaun dokumentu, sei hasoru lei hanesan foin daudauk kaer ona ema nain sia, hetan ona kadeia. “Hau lalika koalia kona-ba ida nee, tanba lei iha ona, se maka falsifika, lei iha atu nia hasoru lei nee, hanesan foin daudauk nee dehan kaer ona veteranu nain sira e ba kadeia tinan lima lei maka sei deside,” dehan Maijór Jenerál Lere.

Nunee mos Prokurador Jeral Republika Jose da Costa Ximenes iha Segunda nee foin lalais nee informa konaba preokupasaun Prezidente republika nian relasiona ho kazu envolvimentu veteranu balu iha falsifikasaun dokumentus.

“Prezidente Republika preokupa tebe-tebes liu-liu ho krime organizada sira hanesan kontra bandu, maibe liu-liu ba falsifikasaun dokumentus neebe akontese iha Komisaun Omenajen no membru veteranu balun neebe envolve,” katak PJR nee.

Ezersisiu “Cobra 20-2” Iha Laga

BAUCAU, STLNEWS.co – Hahu iha loron 19 too 30 Fulan Outubru 2020, Komandu Falintil-Forsa Defeza Timor-Leste (F-FDTL), realiza ezersisiu “Cobra20-2”, iha Postu Administrativu Laga, Munisipiu Backau. Inklui, halo asaun dame iha Suku Nunira no halo tramentu saude gratuita ba komunidade.

Doutor F-FDTL, Anacleto Soares hateten, durante loron 12 prezensa F-FDTL iha Postu Administrativu Laga hodi realiza aktividade ezersisiu “Cobra20-2” da-ruak neebe hola parate husi forsa kompañia ida, kompostu husi Komponente Terrestre, Naval, Centru Formasaun Terrenu, Komponente Apoiu Servisu, Polisia Militar no Kurtel Jeral. Hodi orienta militar haklaken dame paz ba komunidade.

Asaun ezersisiu “Cobra20-2” militar sira halo aktividade tolu mak importante, prevensaun ba surtu covid-19, relativa ho nutrisaun no sei oferese asistensia tramentu saude gratuita ba komunidade sira.

“Ezersisiu “Cobra20-2” ami husi departamentu saude militra servisu hamutuk ho Ministeriu Saude. Lori programa tolu importamente hanesan prevensaun ba surtu covid-19, relativa ho nutrisaun no oferese asistensia tratamentu saude gratuita ba komunidade sira,” dehan Anacleto liu husi nian diskursu iha ambitu tramentu saude ba komunidade iha Suku Atelari, Postu Administrativu Laga, Sabadu (24/10/2020).

Timor-Leste usado em fraude informática

Covid-19: Timor-Leste usado para esconder fraude online que aumentou durante a pandemia

Díli, 22 out 2020 (Lusa) – Timor-Leste foi o país mais usado para cometer fraudes no setor das telecomunicações com organizações criminosas a usar os códigos do país para ludibriar consumidores em todo o mundo, segundo um artigo publicado hoje.

Os dados foram divulgados num artigo de Evgenia Loginova, responsável da empresa Radar Payments, que serve de intermediário entre clientes, empresas e bancos para garantir pagamentos seguros e publicado na Global Banking & Finance Review.

Loginova refere que o aumento significativo das transações online devido à pandemia da covid-19 se registou um aumento de 5% nos casos de fraude, com mais de 100 milhões de tentativas de fraude só entre março e abril.

O artigo cita um estudo da TransUnion, uma agência dos Estados Unidos que produz relatórios de crédito ao consumidor – que recolhe e agrega informações sobre mais mil milhões de consumidores em mais de trinta países, incluindo praticamente todos os norte-americanos.

Covid-19 | Acordo UE com ONG timorense

Covid-19: UE assina acordo com ONG para fomentar acesso a informação em Timor-Leste

Díli, 22 out 2020 (Lusa) – A UE e a organização timorense CEPAD assinaram hoje um acordo para a implementação de um projeto que visa promover a educação cívica e assegurar a responsabilidade do Estado no que se refere às atividades relacionadas com a covid-19.

O acordo, com um valor de cerca de 590 mil euros, foi assinado hoje pelo embaixador europeu em Díli, Andrew Jacobs e pelo diretor executivo do Centro de Estudos para a Paz e o Desenvolvimento (CEPAD), João Boavida, informaram as instituições.

"Se nós timorenses, particularmente as mulheres e organizações da sociedade civil, estivermos conscientes dos benefícios do exercício do nosso direito à informação, para o nosso bem-estar e aspirações pessoais ou comunitárias, então estaremos mais ativamente envolvidos no escrutínio da resposta governamental à crise do Covid-19 e na exigência de serviços básicos”, considerou João Boavida.

“Seremos menos tolerantes aos abusos e à falta de transparência na gestão das medidas de emergência e dos fundos estatais”, sublinhou.

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Krítika Manas Kona-ba Vizita Prabowo ba EUA Liga ho Violasaun DH iha TL

Timor Post (19/10/2020) -- Organizasaun Internasional ba Direitu Umanu lansa krítika maka'as hasoru Estadu Unidu Amérika (EUA) tanba konvida atuál Ministru Defeza Repúblika Indonézia, Prabowo Subianto ba vizita nasaun ne'e.

Krítika manas durante a semana hirak ikus ne'e liga ho violasaun direitu umanu ne'ebé komete husi Prabowo durante invazaun Indonézia iha Timor Leste não violasaun sira iha Indonézia rasik iha tinan 1998.

Prabowo Subianto, eis komandante forsa Indonézia nian ne'ebé espertu tebes halo operasaun iha Timor iha rejime Soeharto. Durante tinan 20 nia laran EUA rasik bandu sama ain iha nasaun ne'e maibé iha fulan kotuk hetan konvite husi Ministru Defeza EUA nian.

Ajénsia Notisioza husi Indonézia, ANTARA, para sai katak Prabowo hala'o vizita ba Washington iha loron Kinta (15/10/2020). Durante loron haat iha EUA hodi ko'alia kona-ba kontinuasaun kooperasaun iha parde defeza EUA ho Repúblika Indonézia.

José halai sai husi Kuarentena ba Futu Manu no Polísia halo ona Kapturasaun iha Kovalima

Timor Post (18/10/2020) -- José Cardoso, ne'ebé tama kuarentena bainhira komunidade sira hetan tama klandestinamente husi Indonézia iha Kovalima, iha loron Sábadu (14/10/2020) halai sai hodi ba futu tiha manu iha Merkadu.

Komunidade iha bairru Sukabi Laran, Aldeia Ai-Oan, Suku Lalawa, Postu Administrativu Tilomar, Munisípiu Kovalima, kaptura hikas José iha loron 17/10/2020 hodi halo kontaktu kedas ba polísia no entrega kedas kedas ba saúde tanba nia seidau hodi prevene propagasaun moras daet COVID-19.

Xefe Aldeia Ai-Oan Manuel Amaral, ba Timor Post via telefone haktuir, komunidade sira hetan José bainhira fila husi manu futu, hiit ho manu mate ida no kous manu moris ida lori tama iha nia (José) nia avo nia uma, mak nia tian balun mak telefone ba parte seguransa no iha oras tuku 3:30 lorokraik polísia to'o kedas fatin hodi halo kapturasaun.

TL Tama Nasaun Hamlaha

DILI, STLNEWS.co - Timor Leste tama iha pozisaun segundu nasaun kategoria ameasa hamlaha iha mundu, menus tanba ai-han, mal-nutrisaun neebe boot sem túmulo.

Tuir relatoriu husi Índice de Fome Global hatudu katak Timor Leste hola pozisaun segundu ameasa hamlaha iha mundu.

“Problema seguransa alimentar, mal nutrisaun nee problema boot no grave, tuir relatoriu índice global de fome, Timor Leste hola pozisaun segundu iha mundu konaba ameasa hamlaha, tanba seguransa aihan nutrisaun nee problema ida neebe ita hotu tenke adopta, oinsa maka governu haloensaun maka atu garante seguransa aihan, ”lia hirak nee hatoo husi Diretor Ezekutivu FONGTIL, Daniel Carmo dos Santos jornalista sira iha Salaun Paroquia Saun José Catedral Vila Verde, Sesta (16/10/2020).

Nia dehan, ONG sira servisu iha área oin-oin, auditório sosial hanesan instrumentu ida atu ajuda oinsa maka komunikasaun ativu entre povu ho governante sira, liga mos ba setores sira neebe beneficia direita liga ho povu nia moris hanesan edukunasa, saude, sem seluk tan .

Timor Leste katak Daniel tenke advoga no oinsa governu halo intervensaun makaas garante seguransa aihan ho nutrisaun diak.

Dezentendimentu Bankada Governu; CNRT Preokupa, Governu “Ameasadu”

DILI, STLNEWS.co -- Dezentendimentu entre bankada governu (PLP-Fretilin) ​​ba asuntu fahe poder neebe lahanesan, sai preokupasaun ba bankada CNRT. Tanba governu da-8 neebe viabiliza husi FRETILIN hamutuk ho PLP no Khunto “ameasadu”.

Kestaun nee hatoo husi Vise Bankada CNRT, Patrocino Fernandes ba jornalista Kinta semana kotuk.

“Iha partidu tolu neebe mak oras nee dadaun mosu dezentendimentu, ita lalikan halo senariu, maibe nee haree rasik katak sira nia kemesraan menus, maibe ita hein katak sira bele asegura sira nia mandatu, muito hotu i tenocino lori ba oin de Timor”.

Nia hatutan governu ida nee atu lao também remata ka lae depende de partidu neebe hamutuk, maibe haree ba sira nia diferensa ideias ba fahe poder lahanesan nee bele dehan katak ladura.

Portugal viola Estado de Emergência em Timor-Leste

Comece por visionar o vídeo em cima:

Colonialismo, imperialismo, sentimento de im(p)unidade… não acreditar na ciência ou no COVID… a receita para o desastre!

E que leia este texto: Reunião Extraordinária do Conselho de Ministros de 3 de outubro 2020

E se quiser ir a uma exposição ou a uma festa com 500 pessoas, por favor, não deixe que o estado de emergência o detenha. Se o embaixador de Portugal ou da UE apoiam e vão, porque não vai também? https://facebook.com/DiliFest/

E já agora, que terá o MNE a dizer sobre a forma como o embaixador e restante equipa violam e promovem a violação do estado de emergência em Timor-Leste?

O “filme” retrata a visita do Embaixador da União Europeia à Escola Portuguesa de Díli no dia 6 de Outubro de 2020.

Estiveram presentes a Embaixada de Portugal em Díli, em peso.

Nomeadamente, embaixador de Portugal, Cônsul, etc. Também esteve, Embaixador da União Europeia em Díli e esposa, Director da Escola Portuguesa, Professores, etc. e um representante da Presidência da República de Timor-Leste, a ex-Vice-ministra da Educação de Timor-Leste, etc.

No dia 3 de Outubro houve um Conselho de Ministros Extraordinário e  o Estado de Emergência (Dec Presd. Nº 62/2020, de 3 de Outubro, foi renovado das 0 horas do dia 5 de Outubro de 2020 às 23h59 minutos do dia 3 de Novembro de 2020.

Portanto, OBVIAMENTE, houve violação do Estado de Emergência porque o evento na Escola Portuguesa de Díli ocorreu no dia 6 de Outubro.

Publicado em Página Global | Fonte: Jornal Tornado 

Governo de Timor-Leste compromete-se a repatriar 73 estudantes de Israel

O Primeiro-Ministro, Taur Matan Ruak, comprometeu-se a repatriar 73 estudantes que frequentaram formações de um ano sobre agricultura moderna no Arava International Centre for Agricultural Training (AICAT), em Israel.

Taur referiu, contudo, que o Executivo deve analisar as oportunidades de operações aéreas de outras nações que pretendam repatriar os seus cidadãos, visto que Timor-Leste está a enfrentar dificuldades nos voos intercontinentais.

“Os voos intercontinentais são muito difíceis. No entanto, o Executivo já se esforçou muito para a repatriação dos timorenses que se encontravam, entre outros, em Portugal, Israel e Cuba. Devemos ver ainda quais as oportunidades que há para que as possamos aproveitar. É impossível que fretemos um avião para repatriar apenas quatro ou cinco pessoas”, afirmou o Chefe do Governo aos jornalistas, na quinta-feira (15/10), no Palácio Presidencial, no Bairro Pité.

sábado, 17 de outubro de 2020

Prezidente CI: “jornalizmu parte integrál luta povu Timór”

BOBONARO, 16 outubru 2020 (TATOLI) - Iha komemorasaun tinan 45 trajédia Balibo Five, Prezidente Conselho de Imprensa (CI), Virgílio da Silva Guterres, konsidera komponente jornalizmu hola iha luta libertasaun to'o Timór hetan independénsia.

“Jornalizmu ne'e parte integrál hosi luta povu Timór ninian, tanba molok Revolução dos Cravos iha Portugál, hanoin atu defende direitu povu hahú mosu iha pájina imprensa iha tempu ne'ebá,” Prezidente CI hateten iha debate Publiku ho topiku 'papai prosesu konstrusaun Estadu ', iha ámbitu komemorasaun tinan 45 trájedia Balibo Cinco ne'ebé hala'o iha postu administrativu Balibo, munisípiu Bobonaro, sesta ne'e.

Nia dehan, Timor-Leste tenke haksolok tanba membru Asembleia Konstituante ne'ebé halo Konstituisaun tau artigu importante atu garante liberdade espresaun no liberdade imprensa

“Garantia ne'e fó espasu sidadaun bainhira ko'alia liberdade imprensa, iha espasu ba meiu komunikasaun sosiál no jornalista atu hala'o knaar ne'ebé iha konteksu responsivo sosiál, não prevelejiadu tanba hetan liberdade liuhosi hatkonutan informasaidu haiku haiku direitu hetan informasaun loloos, ”nia akresenta.

Labele Diskrimina Oan

DILI, STLNEWS.co -- Oan maka esperansa ba familia no nasaun, tanba nee inan aman sira iha dever atu eduka no motiva oan sira neebe ho kondisaun difisiente no labele halo diskriminasaun.

Diretor Ahisaun, Domingos TM dos Santos dehan, inan aman sira tenke motiva oan sira asesu ba edukasaun, inklui partisipa iha atividades saida deit no labele bandu sira.

“Ita haree iha área rural sira mosu diskriminasaun makaas, dala ruma familia sira la fo oan sira ba eskola, tanba deit kondisaun defisiente, tanba nee husu falimia sira atuilita oan sira halo atividades ruma, mesmu ho defisiente labele halo hotu hotu,” dehan Domingos ba STL iha nia knar fatin Ahisaun Fatuhada Aimutin Dili, Kinta (15/10/2020).

Nia husu atu muda komunidade sira nian pensamentu katak oan ho difisiente labele halo buat ida, nee sala, difisiente mos bele halo buat ruma tuir kondisaun sira nian. Tanba nee inan aman sira tenke haruka oan sira ba iha eskola, labele diskrimina sira.

Uza Kareta Loron Ferias, MP Alega ECP Prizaun Fulan 6

DILI, STLNEWS.co  -- Husi alegasaun, Ministeriu Publiku (MP) solisita ba tribunal aplika pena prizaun fulan 6, suspende tinan ida ba arguidu ho inisial ECP. Tanba provadu, uza kareta estadu ba loron ferias.

Tuir MP nia haree katak, arguidu hanesan funsionariu publiku iha Dirasaun Komersiu Internu, sub-tutela ba Ministeiru Turizmu, Komersiu no Industria hanesan motorista. Tanba nee MP husu ba tribunal aplika pena prizaun fulan 6, suspende ba tinan ida.

Maski nunee, parte defeza, husu tribunal aplika deit pena administrasaun ba arguidu, tanba haree ba arguidu nia arependementu.

Rona tiha parte rua, tribunal adia audiensia ba loron 29 Fulan Outobru 2020, tuku 5:00 lokraik hodi lee leitura sentensa.

Tuir faktus katak arguidu ECP, hanesan funsionariu publiku iha Dirasaun Komersiu Internu, sub-tutela ba Ministeiru Turizmu, Komersiu no Industria hanesan motorista.

PR fó Parabens ba FAO iha Selebrasaun Loron Mundial Ai-han

Timor Post (16/10/2020)  -- Prezidente Repúblika Francisco Guterres Lú Olo fó parabens ba FAO nu'udar ajénsia internaional ida tau matan ba ai-han no agrikultura, ne'ebé selebra ninia aniversáriu ba dala hitu nulu resina lima, iha 16 outubru 1945.

Tinan haat nulu liubá, iha loron aniversáriu FAO nian, ONU deside hatuur 16 outubru, nu'udar Loron Mundial Ai-Han / Dia Mundial da Alimentação.

Inisiativa selebra mós Loron Mundial Ai-Han iha Timor-Leste hahú husi Diretor-Jeral FAO nian iha Dili. Tema ba tinan ida ne'e mak “Kuda, Haburas, Sustenta. Hamutuk. Ita-nia lala'ok ohinloron mak ita-nia futuru ”

Timor-Leste simu eventu ida ne'e nu'udar Estadu-Membru ONU nian no partisipa ho lala'ok oin-oin ne'ebé permite fahe liután informasaun ba ita-nia ema kona-ba neses atuidade hasa'e produsaun, prodús ai -han oin-oin liután no ho kualidade, oinsá han di'akliu, atu ita-nia ema bele moris saudável ohinloron no abanbairua.

Deputadu CNRT Konsidera Governu Uza De'it Maioria hodi hanehan Le

Timor Post (15/10/2020) -- Vise Prezidente CNRT, Patrocínio Fernandes, konsidera VIII governu uza de'it maioria parlamentár hodi hanehan lei mak ohin loron akontese.

“Ohin loron ita haree ita nia estadu ne'e la'o hela iha situasaun ida ne'ebé la'ós ona demokrasia ida ne'ebé regula ho lei, maibé ho demokrasia ida ne'ebé mak importante ita iha lista parlamentár ne'e mak agora akontese daudauk, ”Patrocínio hato'o ba jornalista sira iha parlamentu nasionál Kinta (15/10).

Vise xefe Bankada CNRT ne'e afirma, maioria ne'e atu soke moru ka soke saida ne'e la importante, importante mak iha maioria ida bele hola desizaun ida.

“Kuandu akompaña didi'ak ohin loron iha Timor ne'e parlamentu iha kompeténsia ba buat hotu karik iha prezidente repúblika, ne'ebé bainhira buat ruma sente katak asegura hela votus iha parlamentu nasionál la buat hotu bele deside bele la'o lei atu iha ka laiha ”hatutan tan deputadu.

Deputadu opozisaun ne'e observa katak hare de'it hosi performa ne'ebé mosu iha debate OJE 2020 nian sai sasukat ba inkapasidade governu nian atu ezekuta orsamentu iha fulan 2 nia laran.

“Haree de'it ba iha kapasidade ho de'it performa sira ne'ebé mosu iha debate orsamentu ita hanoin katak oinsá mak sira bele ezekuta ho orsamentu sira ne'ebé sira anterior iha OJE 2020 ba iha fulan rua nia laran, komu iha votus maioria bele deside ida ne'e mak realidade akontese ohin loro ”, nia dehan. 

Jornalista: Julio Salinas Soares

Jornadas Pedagógicas do Centro do CLP analisam desafios em Timor-Leste

O Centro de Língua Portuguesa da Universidade Nacional Timor Lorosa’e (UNTL) acolhe na próxima semana a 5ª edição das Jornadas Pedagógicas, iniciativa que este ano se centra nos desafios atuais da formação em língua, literatura e cultura.

Iniciativa da Faculdade de Educação, Artes e Humanidades que conta com o apoio da Embaixada de Portugal, as jornadas, que decorrem entre segunda e quarta-feira da próxima semana, reúnem vários especialistas em Timor-Leste e no estrangeiro.

Sofia Santos, da comissão organizadora, explicou numa nota enviada à Lusa que as jornadas são uma oportunidade para divulgar trabalhos realizados no último ano na UNTL, “promovendo um espaço de debate e divulgação de conhecimento” nestas áreas.

“As jornadas procuram pensar a língua portuguesa e o seu ensino em Timor-Leste, num contexto multilingue e multicultural onde confluem ainda conhecimentos tecnológicos e didáticos”, referiu.

A agenda das jornadas prevê a apresentação de quase duas dezenas de comunicações, a que se somam várias oficinas de trabalho ministradas por docentes do Centro de Língua Portuguesa.

Este ano, as jornadas contam com a participação de Isabel Margarida Duarte, professora de Linguística da Universidade do Porto, Fátima Mendes, do Instituto Camões, e Nataniel Ngomane, diretor da Escola de Comunicação e Artes da Universidade Eduardo Mondlane, em Moçambique, entre outros.

Os desafios do português como segunda língua é o tema de uma das conferências plenárias, com outra a analisar a experiência do uso de clubes de livros em Moçambique como elemento fomentador da leitura.

Plataforma | Lusa

A saudação de três dedos é símbolo de revolta na Tailândia

A Tailândia tem vivido dias atribulados. Milhares de pessoas têm-se manifestado nas ruas contra o governo, a monarquia e os militares, numa tentativa de pedir mais limites aos seus poderes. Os três dedos no ar já são uma imagem de marca dos protestos.

O movimento pró-democracia tem estado nas ruas há vários meses, mas esta semana foram detidos 22 manifestantes, depois de o governo decretar estado de emergência nacional no país, de forma a proibir os protestos. Os ajuntamentos com mais de cinco pessoas não são permitidos, mas milhares permanecem nas ruas a exigir mudanças.

A saudação de três dedos, conhecido por muitos da série de filmes e livros de "Hunger Games", tornou-se um símbolo da revolta dos tailandeses. O gesto, que nos filmes começou como uma saudação, uma forma de agradecer ou mostrar amor a outros, também se transformou na sétima arte num sinal de protesto contra os poderosos. Algo que os tailandeses adotaram como seu: a grande maioria da população continua refém dos poderes de uma minoria muito rica.

Jornal de Notícias | Imagem: EPA

Grande Baía pode ser a tábua de salvação da população de Hong Kong

#Publicado em português do Brasil

Alex Lo | South China MorningPost | opinião

Os patrióticos de Hong Kong dizem que as pessoas deveriam amar a China. Nossos jovens rebeldes e seus simpatizantes dizem de jeito nenhum. Mas existe uma terceira via, que é incentivá-los a ver o sertão, especialmente a Grande Baía, como uma terra de oportunidades de carreira, sustento e aposentadoria.

A realidade é que Hong Kong não tem futuro como entidade separada. Com isso, não quero dizer apenas politicamente. A integração da cidade com o resto da nação é desejável e inevitável, para os indivíduos e para a cidade como um todo. Por que não tentar fazer com que todos saiam ganhando trabalhando juntos, em vez de ver o outro lado como inimigo?

Socialmente, economicamente e em termos de desenvolvimento urbano e habitação, Hong Kong não pode enfrentar desafios profundos por conta própria.

Isso tem muito a ver com o fracasso do governo local desde a transferência de 1997. Nem a oposição produziu qualquer figura de liderança com qualidade e credibilidade. Parece claro que nem o governo, nem a oposição ou o movimento de protesto serão capazes de resolver esses problemas para o povo de Hong Kong tão cedo.

A área da Grande Baía deve ser vista como uma tábua de salvação para o povo de Hong Kong. Por exemplo, Shenzhen e Zhuhai, os mais próximos de Hong Kong e com o maior número de links de infraestrutura entre eles, devem ser considerados nossos parceiros, não concorrentes.

Incentivos fiscais, facilitação de viagens transfronteiriças e trabalho com as autoridades da área da baía para desenvolver conjuntamente instalações para educação, hospitais e lares de idosos e idosos - isso vai encorajar mais moradores a considerar viver e trabalhar no continente.

Existem os números para apoiar essas iniciativas. Meio milhão de habitantes de Hong Kong já vivem nas cidades do continente na área da baía.

Uma pesquisa recente do Departamento de Censo e Estatística estimou que cerca de 266.000 habitantes de Hong Kong estavam interessados ​​em se mudar para a área da baía. As razões citadas incluem uma vida mais espaçosa (49,5 por cento), menor custo de vida (44,2 por cento) e casas a preços acessíveis (26 por cento).

Com um PIB de quase US $ 1,7 trilhão cobrindo uma área de 56.000 quilômetros quadrados, a área da baía oferece muitas oportunidades e espaço de vida do que a minúscula Hong Kong.

E quando você criar interesse, mais pessoas o seguirão. Em muitas das principais cidades da área da baía, os padrões de vida são comparáveis, senão melhores do que os de Hong Kong. Viver com os continentais dissipará muitas informações erradas e mal-entendidos entre as pessoas de ambos os lados.

*Alex Lo é colunista do Post desde 2012, cobrindo as principais questões que afetam Hong Kong e o resto da China. Jornalista há 25 anos, trabalhou para várias publicações em Hong Kong e Toronto como repórter e editor de notícias. Ele também lecionou jornalismo na Universidade de Hong Kong.

Publicado por Página Global

sexta-feira, 16 de outubro de 2020

Governo timorense gastará quase tanto em veteranos como na educação

Díli, 16 out 2020 (Lusa) - O Governo timorense destina para 2021 quase tanto ao pagamento de pensões e à construção de casas para os veteranos como destina ao Ministério da Educação, Juventude e Desporto na proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE).

Dados da tabela sobre as despesas dos órgãos e serviços da Administração Central, contido no texto ao qual a Lusa teve acesso, mostram que o programa de “reconhecimento e glorificação da libertação nacional e dos respetivos heróis” é o terceiro com mais gastos em todo o OGE.

Em concreto, esse programa – que inclui pensões a veteranos - tem destinados em 2021 cerca de 101,3 milhões de dólares (86,53 milhões de euros) ou 5,6% do orçamento total para o próximo ano.

Segundo as tabelas apresentadas pelo Governo no diploma entregue no Parlamento Nacional, só é ultrapassado pelos gastos no programa de estradas – 105 milhões de dólares ou 89,7 milhões de euros - e pelo extenso programa de “boa governação e gestão institucional” que ‘custa’ mais de 461 milhões (393,79 milhões de euros), segundo a análise feita pela Lusa.