segunda-feira, 18 de junho de 2018

Taur Matan Ruak indigitado pela coligação AMP como novo PM timorense -- fontes partidárias

Taur Matan Ruak indigitado pela coligação AMP como novo PM timorense -- fontes partidárias


Díli, 18 jun (Lusa) - Taur Matan Ruak foi indigitado primeiro-ministro de Timor-Leste pela coligação Aliança de Mudança para o Progresso (AMP), vencedora das legislativas de maio, quee informou dessa decisão a Presidência da República na semana passada, disseram hoje à Lusa fontes partidárias.

Antigo chefe de Estado e presidente do Partido Libertação Popular (PLP), uma das três forças que integram a AMP, Taur Matan Ruak era número dois da lista da coligação, atrás do líder histórico Xanana Gusmão, que vai assumir o cargo de ministro Conselheiro do primeiro-ministro.

As mesmas fontes confirmaram que Xanana Gusmão, que é presidente do Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT), não vai ter competências formalmente atribuídas no organigrama do executivo, mas terá liberdade para apoiar todo o Governo.

Fonte da AMP confirmou à Lusa que a indigitação de Taur Matan Ruak foi enviada na quinta-feira para o Presidente da República, Francisco Guterres Lu-Olo, que hoje anunciou para terça-feira uma ronda de contactos com as forças políticas com assento parlamentar tendo em vista a "indigitação" do primeiro-ministro.

A expectativa da AMP é que o calendário seja agora acelerado e que a tomada de posse do VIII Governo constitucional possa ocorrer ainda esta semana, referiam outras fontes do CNRT e do PLP ouvidas pela Lusa.

Xanana Gusmão terá, juridicamente, o estatuto de ministro de Estado - ainda que isso não figure na sua nomenclatura -, devendo Agio Pereira ser outro ministro de Estado, com a competência idêntica à que tinha no VI Governo, e cuja designação era ministro da Presidência do Conselho de Ministros.

No topo do executivo estará outra figura do CNRT, nomeadamente o seu secretário-geral, Francisco Kalbuadi Lay, que será ministro Coordenador e terá a tutela sobre as pastas de Comércio, Indústria, Turismo e Ambiente, referiram as mesmas fontes.

Quinto na hierarquia do Governo será o número dois do PLP, Fidelis Magalhães, que depois de ter liderado na última legislatura a bancada do seu partido passa agora a ter as competências de ministro para os Assuntos Parlamentares e da Administração.

Fonte da AMP confirmou à Lusa que no passado fim de semana a composição final do executivo ainda estava a ser fechada pelos principais líderes.

Ainda assim há já vários nomes confirmados, muitos deles já membros de anteriores executivos, nomeadamente o VI Governo constitucional, ainda que agora estejam em pastas diferentes.

Gastão Sousa que foi ministro das Obras Públicas vai substituir Xanana Gusmão na sua última pasta, como ministro do Planeamento e Investimento Estratégico, Alfredo Pires deverá manter a paste de Petróleo e Recursos Minerais e Tomás Cabral vai passar a ministro da Administração Estatal.

Dionisio Babo, que liderou a Administração Estatal no VI Governo, deverá ser o novo ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação.

Outros dos nomes dados como certos por fontes da AMP é o de Armanda Berta, a presidente do Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO) - o outro parceiro da coligação - que vai ocupar a importante paste de ministra da Solidariedade Social.

Globalmente o Governo deverá ter cerca de 40 elementos, integrando membros dos três partidos da AMP, com o elenco a ser conhecido, previsivelmente, esta semana.

ASP // EL
Coligação FDD timorense dissolvida depois de divisões nas primeiras sessões do parlamento

Coligação FDD timorense dissolvida depois de divisões nas primeiras sessões do parlamento


Díli, 18 jun (Lusa) - A coligação Frente de Desenvolvimento Democrático (FDD), que se estreou na semana passada no Parlamento Nacional, onde tem três lugares, anunciou hoje a sua dissolução devido a diferenças políticas sérias entre os partidos que a integram.

Agostinho Gomes, presidente da Comissão Política Nacional da FDD, confirmou que a decisão foi tomada por unanimidade num encontro durante o fim de semana, depois de divisões entre os três partidos que a integram, PUDD, UDT e FM.

Gomes explicou que a decisão foi tomada depois do Partido Unidade e Desenvolvimento Democrático (PUDD) - o maior dos três partidos - considerar que as restantes duas forças, a União Democrática Timorense (UDT) e a Frente Mudança (FM), não se tinham mostrado consistentes com a postura política da FDD.

Recorde-se que a FDD é representada no Parlamento Nacional por três deputados, um cada dos três partidos, e que os sinais de divisão se evidenciaram as votações dos primeiros dias, incluindo na eleição do presidente e restantes elementos da mesa.

A divisão pareceu assinalar-se durante a votação para o presidente do Parlamento Nacional, Arão Noé Amaral, que contou com os 36 votos a favor (a coligação AMP controla 34 lugares), antecipando-se na altura que o voto secreto teria contado com o apoio de dois membros da FDD.

Essa divisão confirmou-se quando foi votada a proposta de candidatos aos restantes membros da mesa do Parlamento em que a oposição e o líder da bancada da FDD, Antonio Benevides (PUDD), abandonaram o plenário em protesto.

Devido à saída dos deputados da oposição, a lista acabou por ser aprovada por unanimidade dos deputados presentes (36 votos a favor), em concreto os 34 dos três partidos da coligação de Governo, a Aliança de Mudança para o Progresso (AMP) e dois dos três da Frente Desenvolvimento Democrático (FDD), em concreto Gilman dos Santos, da UDT, e Isabel Ximenes, da FM.

Recorde-se que a FDD já tinha tido um nascimento atribulado e que já durante a campanha o líder da FM, o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, José Luis Guterres, abandonou a coligação para se juntar à campanha da AMP.

ASP // EL
Alkatiri apela unidade ba lideransa. Prontu husik ZEESM

Alkatiri apela unidade ba lideransa. Prontu husik ZEESM


Secretario Jeral Partidu FRETILIN, Mari  Alkatiri, Sesta (15/6/2018), halo apelu ba lideransa sira hotu hodi mantein esperitu unidade nasional hodi hamutuk dezenvolve Timor Leste.

“Ha’u apela ba ita hotu hateke  ba oin sa ida mak akotese ,ita husik akontesementu ne’e  husik buat sira, ita servisu hamutuk hodi dezemvolve rai ne’e,” hateten Sekratariu Jeral FRETILIN, Mari Alkatiri, ba jornalista sira hafoin hola parte iha serimonia missa solene Idul Fitri nian iha Mesquita Kampung Alor, Dili.

Alkatiri mos  husu  atu haluha tiha diferensia ideia mosu iha tempu passadu maibe agora tenke hanoin ba oin atu lori dezemvolvimentu Timor Leste.

“Ha’u preokuadu tebes tinan  5 atu mai ne’e,tanba ne’e  sira mak ukun, sira halo ba tuir sira nia hakarak ha’u simu kna’ar sa ida deit  ha’u hatudu tuir ha’u nia kapasidade,” hateten Alkatiri

Aleinde ne’e mos lideransa  maximu iha FRETILIN ne’e mensiona katak nia printu atu husik ZEESM bainhira la iha konfiansa  iha Governasaun AMP, maibe baninhira nia mak lidera nafatin ZEESM kontinua atu halo servisu tuir nia kapasidade.

Alkatiri deputadu halo gol aut iha PN normal

Deputadu partidu FRETILIN no PD halo gol aut husi sala plenaria nune’e la partisipa iha eleisaun kompozisaun meza Parlamentu Nasional hanesan Vice Prezidente, Secretario  no  Vice Secretaria Parlementu Nasional ba V legislatura  normal.

Iha kinta Feira ne’e (14/6/18)deputadu nain 23 husi partidu FRETILIN no deputadu nain 5 husi PD inklui depadu FDD nain 1 deside la partisipa iha eleisaun meza parlamentu nasional ho razaun lista kandidatura la proporsional.

Secretario jeral Mari Alkatiri esplika, Uluk FRETILIN maioria kualifikada  bankada iha parlamentu nasional, maibe vice prezidente ba meza ne’e laos ema FRETILIN no  secretario balun laos ema FRETILIN.

“Uluk sira dehan FRETILIN mak ditadura  no FRETILIN mak hadau buat sira ne’e maibe FRETILIN fahe, Ita nia istoria iha tinan  2007 mai agora hotu hotu halo, tau FRETILIN ba sorin ne’e mak la los, mundu ne’e kabuar ita hotu rekunese”hateten Secretario Jeral FRETILN Mari Alkatiri ba jornalista iha kampun Alor Dili,Sesta (15/6/18).

Tanba sira fahe malu kadeira,kadeira lato’o karik la respeita buat ida ne’e demokrasia iha mundu kuandu grupo ida ba prezidente meza vice prezidente entrega ba sorin.

“Laos fahe malu kadeira la’e , demokaria laos ita buka fahe malu kadeira ita nia grupo kontente ita bele ukun demokrasia para atu servi povu”hateten Alkatiri. ety

GMN TV | Grupo Média Nacional
Deputadu Renúnsia Mandatu Tenke Simu Uluk Mandatu

Deputadu Renúnsia Mandatu Tenke Simu Uluk Mandatu


DILI, (TATOLI) – Tuir Sekretáriu Jerál partidu Frente Revolusionária Timor-Leste Independente (FRETILIN), Marí Alkatiri, deputadu foun bainhira renúnsia mandatu tenke simu uluk mandatu.

“Sira na’in rua (Xanana Gusmão no Taur Matan Ruak) la marka prezensa iha reuniaun ba dahuluk Sesaun Plenária ba Kinta Lejizlatura nian nomós seremónia juramentu nu’udar membru Parlamentu foun. Ha’u rasik iha dúvidas uitoan katak atu renúnsia hosi mandatu, primeiru, tenke simu uluk mandatu. Bainhira seidauk simu mandatu maibé halo ona renúnsia ba mandatu, ne’e la loos”, katak Marí ba jornalista sira iha Palásiu Prezidente Nicolau Lobato, Bairru Pité, kinta ne’e, relasiona ho líder másimu Aliansa Mudansa ba Progresu (AMP), Xanana Gusmão no Taur Matan Ruak, ne’ebé nu’udar deputadu maibé la partisipa iha seremónia juramentu nu’udar deputadu foun.

Tuir loloos, nia dehan, túr iha Parlamentu simu lai mandatu depois bele entrega ba kandidatu deputadu sira seluk.

Marí komenta povu bainhira vota ne’e vota ba lista ne’ebé taka ka lista tomak, maibé la vota ba ema ida-idak.

“Mandatu ne’e konta hosi bainhira ita hahú halo juramentu iha Parlamentu Nasionál. Maibé, prontu, ne’e interpretasaun ema ida-idak nian”, tenik.

Jornalista: Xisto Freitas | Editora: Rita Almeida
FDD Disolve PUDD ‘’Apoiu’’ Fretilín, UDT ho FM ‘’Sadere’’ AMP

FDD Disolve PUDD ‘’Apoiu’’ Fretilín, UDT ho FM ‘’Sadere’’ AMP


DILI, (TATOLI) – Prezidente Komisaun Polítika Nasionál, Agostinho Gomes deklara katak deputadu nain rua hosi Frente Dezenvolvimetnu Demokrátiku (FDD) hosi partidu Uniaun DemokrátikuTimorense (UDT) ho Frente Mudansa (FM) viola étika no la tuir orientasaun partidu nian ho baze estatutu, signifika ita labele estraga tan tempu maibé tenke disolve ona.

“Kaer prinsípiu sira ne’e mak FDD liuhosi reuniaun Komisaun Polítika Nasionál ne’ebé realiza iha 17 juñu 2018, deside ho unanimidade atu disolve koligasaun partidáriu FDD tuir artigu 78 númeru 1, tuir Estatutu FDD no koligasaun ne’e konsidera disolve ona,” PKPN, Agostinho Gomes liuhosi konferénsia imprensa iha Sede, Fomentu, ohin.

Razaun hodi disolve koaligasaun FDD mak dinámika foun ne’ebé mosu iha parlamentu tanba partidu UDT ho Frente Mudansa la koerente, la konsistente ho postura polítika ne’ebé FDD hatuur iha Estatutu koligasaun.

“Sira la obedese regra partidu nian hodi hakat liu fali ba desizaun ne’ebé la’ós FDD nian. Signifika FDD lakohi lakon tempu, gasta tempu hodi trata asuntu ne’e,” Nia hateten.

Tanba ne’e, FDD to’o iha konkluzaun ida katak tenke disolve duni, enkuantu partidu haat ne’ebé forma koligasaun ho membru komisaun polítika nasionál tomak ho unanimidade disolvidu.

Nune’e, nia husu ba partidu koligasaun FDD ne’ebé hamahan-an hanesan UDT, Frente Mudansa (FM), PUDD ho nia reprezentasaun iha parlamentu bele hala’o polítika sira nian maibé labele lori ona FDD nia naran.

“Labele reprezenta tan partidu FDD. Partidu tolu iha parlamentu mós kompromete ona atu luta nafatin programa ne’ebé sira promete ona liuhosi FDD iha kampaña eleitorál,” Nia afirma.

Naturalmente dezentendimentu ne’e sempre iha, hanesan iha uma laran mós fen ho la’en sempre istória malu, nune’e, iha partidu koligasaun mós sempre mosu dezentendimentu.

“Ha’u la espera buat ne’e atu akontese maibé buat hotu ita haree ona katak dinámika polítika akontese ona iha parlamentu, ema ida-idak nia direitu no konstituisaun mós garante” nia triste.

Entretantu, koaligasaun partidu FDD la iha ona, hahú hosi 18 Juñu 2018, deklara ba públiku liuliu apoiante sira hotu katak FDD disolvidu. Maibé Partidu Unidade Dezenvolvimentu Demokrátiku (PUDD) mantein nafatin nia kompromisu hodi responde nesesidade povu nia.

Tanba Sa Fahe Malu

Foin lalais ne’e iha votasaun ba lista kandidatura Vise Prezidente Parlamentu Nasionál (PPN) na’in 2, Sekretária Meza, no Vise Sekretária Meza na’in 2, bankada FRETILIN, PD no deputadu ida husi koligasaun partidária-FDD hanesan partidu PUDD, António de Sá Benevides auzénsia husi plenária. Mézmu que la implika ba quorum.

Deputadu na’in rua seluk hanesan Frente Mudansa ho UDT nian, deside mesak nia dalan hodi la abandona plenária. Ho razaun deputadu UDT nian fò apoiu ba deputada Frente Mudansa. Isabel Maria B. Freitas Ximenes nu’udar kandidatu úniku atu asume pasta nu’udar II Vise Sekretária Meza, ne’e aprezenta hosi Koligasaun Aliansa Mudansa ba Progresu (AMP).

Enkuantu antes abandona plenária Deputadu, António De Sá Benevides, hosi partidu PUDD, hateten dezde hahú I lejizlatura nunka rona diálogu no negosiasaun tanba ne’e mosu eleisaun antesipada, eleisaun ne’e loke dalan ba partidu foun FDD tanba ne’e nia espera bele fasilita diálogu no negosiasaun.

Entretantu lista kandidatura ikus mai pasa nune’e deputada FM ne’e sai nu’udar II Vise Sekretária Meza, ho votu avabor 36, tanba asaun walk Out (WO) hosi nia maluk deputadu PUDD ho FRETILIN no PD la implika quorum, tanba Prezidente PN hatete iha momentu ne’ebá katak mezmu deputadu balun auzénsia husi sala plenária maibé nafatin prienxe quorum ba deliberasaun ne’ebé tenke husi 36 deputadu prezente, nune’e mós lista kandidatura ne’ebé proponent husi deputadu AMP sira prienxe rekizitu tanba hatama antes 24 horas tanba ne’e bele avansa ba votasaun.

Situasaun refere ikus mai halo Koligasaun AMP ne’ebè ho de’it kadeira 34 sa’e ba 36 tanba hetan apoiu hosi deputadu Frente Mudansa na’in ida ho UDT na’in ida, enkuantu parte Opozisaun oras iha kadeira ba parlamentu nasionál hamutuk 29, korresponde ba Fretilin kadeira 23, PD 5, no PUDD 1.

Jornalista: Zezito Silva | Editór: Manuel Pinto

Imajen: Membru deputadu sira wainhira partisipa iha primeira plenaria legislatura Parlamentu Nasional Periodu 2018-2023. Dili 13 Juinu 2018. FOTO TATOLI
Papua Nova-guiné deklara estadu emerjénsia tanba revolta sira

Papua Nova-guiné deklara estadu emerjénsia tanba revolta sira


Papua Nova-Guiné deklara ona estadu emerjénsia iha provínsia Southern Highlands hafoin revolta sira ne'ebé maka akontese iha inséndiu hosi aviaun ida ho pasajeiru sira, hosi tribunal ida no hosi rezidénsia governador lokal nian, fó sai iha notísia hosi ajénsia France-Press iha loron-segunda ne'e.

Tuir polísia lokal, ema sira ne'ebé revolta halo asaun hasoru desizaun judisial ida ne'ebé rejeita ona petisaun ida hodi protesta ba vitória hosi governador provínsia nian, William Powi, iha eleisaun tinan 2017 nian.

Primeiru-ministru Peter O'Neill dekreta ona estadu emerjénsia iha loron-sesta, ba períudu ida fulan sia, no suspende ona kbiit sira hosi governu lokal.

"Provínsia fila fali ba normal iha loron-segunda ne'e", nia afirma no haktuir hosi Jornal Post Courier iha edisaun loron-segunda nian, hodi esplika katak insidente sira akontese "liuliu tanba frustasaun".

"Laiha ema ida maka aas liu lei no ema sira hotu ne'ebé maka envolve bele hetan kastigu sira ne'ebé todan tebes", nia adianta.

Durante revolta, domisíliu hosi governador provínsia nian, Tribunal Mendi nian no mós aviaun ida hosi kompañia nasional Air Niugini hetan sunu, maibé laiha vítima sira.

SAPO TL ho Lusa
Embaxadór Repúblika Saarauí Hasoru Malu Ho PM Alkatiri

Embaxadór Repúblika Saarauí Hasoru Malu Ho PM Alkatiri


DILI, (TATOLI) – Embaixadór Repúblika Árabe Saarauí Demokrátika, Mohamed Slama Badi, mai hasoru malu ho Primeiru-Ministru (PM), Marí Alkatiri hodi hato’o mensajen husi governu nasaun ne’e.

“Ohin hanesan onra boot ida bele hasoru malu ho Primeiru-Ministru, hodi hato’o no espresa mensajen husi governu Saarauí, no lá haluha hato’o mós gratidaun ba relasaun Saarauí no Timor-Leste”, tenik Embaixadór ne’e iha Palásiu Governu, hafoin hasoru malu ho Xefe Governu, ohin.

Hodi dehan, relasaun entre nasaun rua ne’e hanesan relasaun istóriku husi rezisténsia tinan 1997 no relasaun ne’e besik liu tan bainhira Repúblika Saarauí loke embaixada iha Dili.

Alende ne’e nia haktuir, biban ne’e aproveita mós halo diskusaun ho PM konaba relasaun bilaterál entre nasaun rua.

Antes ne’e liuhosi reuniaun Konsellu-Ministru, Governu Timor-Leste aprova atribuisaun donativu ba reprezentasaun permanente ba nasaun kolonializasaun husi España ne’e, tuir proposta husi  Ministériu Negósiu Estranjeiru no Kooperasaun.

Donativo ne’e ho hanoin ida hodi hametin lasu istóriku ne’ebé iha tiha entre  nasaun rua ne’e, iha luta ba autodeterminasaun, prinsípiu solidariedade konaba luta libertasaun nasionál povu nian no iha direitu ba autodeterminasaun no independénsia, ne’ebé hatuur ona iha Konstituisaun Repúblika.

Hahú tinan 2011, Timor-Leste kontribui ona ba funsionamentu reprezentasaun permanente embaxada Repúblika Saarauí iha Díli liuhosi subsídiu anuál ba atividade nasaun ne’e iha Timor-Leste no iha rejiaun. 

Jornalista: Julia Chatarina | Editór: Manuel Pinto
Taur Ba PM, Hein PR Bolu

Taur Ba PM, Hein PR Bolu


DILI – Partidu Aliansa Mudansa ba Progresu (AMP) indizita ona Kandidatura Taur Matan Ruak Primeiru Ministru (PM), ba Prezidente Republika (PR).

Informa fontes komfirmadu ba jornalista Segunda nee katak, naran PM nee indizita ona iha Kinta liu ba nee, tanba nee hein deit PR atu bolu.

“AMP indizita ona Taur Matan Ruak ba PM, tanba nee hein deit ona para PR bolu PM indizitahodi halao enkontru,” katak fontes komfirmadu nee.

Iha intervista Vice Koordenador Jeral AMP, Fidelis Magalhaes hatete, kona ba indizita PM ba PR nee prosesu lao hotu ona, agora hein deit PR atu bolu PM indizitadu husi AMP, atu bele hasoru PR.

Informasaun katak Taur ba PM, Fidelis dehan,“ informasaun nee hau nia kompetensia latoo atu komfirma ou nega, hau nia kompetensia latoo atu dehan sim ou nao,” katak nia.

Nunee mos Deputadu AMP atual husi Khunto, Jose Agunstinho hatete, kona ba kandidatura PM nee husi parte AMP nian, klaru katak hatama ona dokumentu indizasaun PM ba PR, depois de pose V lejislatura. 

Notisia kompletu lee iha jornal STL edisaun Tersa, (19/06/2018)

Guilhermina Franco | Suara Timor Lorosae
Muda Roo Xanana Depende Governasaun AMP

Muda Roo Xanana Depende Governasaun AMP


DILI - Roo ho naran Xanana neebe oferese husi nasaun amigu sira, ikus mai VII Governu konstituisional hamoos tiha naran. Tanba nee atu muda fali naran nee ba fali naran seluk, nee depende Governasaun AMP.

Lia fuan hirak nee hatoo husi Ministru Defeza no Seguransa (MDS), Jose Agostinho Seiqueira Somotxo ba jornalista sira iha MDS Caikoli, Dili, Segunda, (18/6/2018).

“Loos duni roo ho naran Xanana neebe apaga husi VII governu konstituisional ida nee dezisaun mai husi estadu liu husi governu nian. dezisaun nee laos mai husi ministru defeza no seguransa maka halo. Maibe karik VIII Governu neebe mai hakarak tau naran nafatin Xanana nee depende,”nia tenik.

Nia dehan tan, problema nee laos ona problema foun maibe nee problema tuan ona. agora muda Roo Xanana neebe apaga laos husi MDS maibe nee governu maka apaga naran Roo Xanana nee. 

Notisia kompletu lee iha jornal STL edisaun Tersa, (19/06/2018)

Justinho Manuel | Suara Timor Lorosae
KFP Latolera Funsionariu Kritika Orgaun Estadu

KFP Latolera Funsionariu Kritika Orgaun Estadu


DILI - Komisaun Funsaun Publika (KFP), Diresaun Disipilinar promete katak sei latolera ba funsionariu estadu sira neebe, liu husi media komunikasaun kritika orgaun estadu sira hanesan Primeiru Ministru (PM) no Prezidente Republika (PR) neebe laho etika.

Lia fuan hirak nee hatoo husi Komisariu Disipilinar Komisaun Funsaun Publika (KFP), Diresaun Disipilinar Antonio Freitas liu husi nia diskursu iha seremonia “Asina Termu de Asitasaun ba funsionarius MDS 2018 iha Aula Ministeiru Defeza no Seguransa (MDS) Caikoli, Dili, Segunda, (18/6/2018).

Ami sei latolera funsionariu publiku neebe maka kritika Prezidente Republika, Premeiru Ministru, tanba PR ba povu tomak laos ba partidu A ka partidu B. Nunee mos PM ba povu tomak nian, maibe prosesu investigasaun lao nafatin,”nia hatete.

Nia dehan tan, funsionariu hamutuk nain 27 neebe simu pose ida nee, ho objetivu atu eleva no dezenvolve diak liu tan prosesu normal neebe mak tuir dekreitu lei Nomiru 22/2011. Komisaun Funsaun Publika kontinua halo akompanha atu ajusta iha adminstrativa. Agora iha tinan 2017 liu ba konsege aprova dekreitu lei 2018 nian neebe kualia konaba kareira rezimi.

Nunee mos Ministru Defeza no Seguransa (MDS), Jose Agostinho Seiqueira Somotxo dehan, funsionariu hamutuk nain 27 neebe simu pose ona nee tuir idak-idak nia diresaun neebe maka iha MDS nia okos. Tanba nee husu ba funsionariu sira MDS nian atu servisu nudar servidor estadu atu halao knar nudar funsionariu neebe diak no profesional. 

Notisia kompletu lee iha jornal STL edisaun Tersa, (19/06/2018).

Justinho Manuel | Suara Timor Lorosae
Prezidente Repúblika rona fali partidu sira ne'ebé iha fatin iha parlamentu hodi harii Governu

Prezidente Repúblika rona fali partidu sira ne'ebé iha fatin iha parlamentu hodi harii Governu


Prezidente Repúblika timoroan konvoka ona, ba loron-tersa, reuniaun sira ho partidu sira ho koligasaun sira ne'ebé hili ona deputadu sira iha lejislativu sira loron 12 Maiu, hodi haree ba eskolla ba primeiru-ministru, anunsia hosi prezidénsia iha loron-segunda ne'e.

Tuir kalendáriu prezidénsia nian, Francisco Guterres Lu-Olo simu iha tuku 09:00 (oras lokal) forsa polítika ne'ebé hetan liu votu, Aliansa Mudansa ba Progresu (AMP) no iha tuku 10:30 (oras lokal) simu Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin).

Iha loraik, iha ona ajenda ba reuniaun sira ho Partidu Demokrátiku (PD) no ho Frente Dezenvolvimentu Demokrátiku (FDD).

Halo parte iha AMP maka partidu sira Congresso Nacional de Reconstrução Timorense (CNRT), Partidu Libertasaun Popular (PLP) ho Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO).

Enkontru sira mosu hafoin, iha semana liubá, simu ona pose deputadu na'in 65 ba Parlamentu Nasional, loke dalan nune'e ba formasaun Governu daualuk nian.

SAPO TL ho Lusa
Banku australianu ANZ anunsia final ba atividade eskala ki'ik iha Timor-Leste iha Setembru

Banku australianu ANZ anunsia final ba atividade eskala ki'ik iha Timor-Leste iha Setembru


Banku australianu ANZ anunsia, iha loron-segunda ne'e, katak sei taka, hahú fulan-Setembru, nia atividade ki'ik sira no konsentra de'it iha área komersial, hodi konsidera katak ne'e hanesan di'ak liu hodi apoia kliente prinsipal sira hosi instituisaun ne'e. 

Iha komunikadu ne'ebé fó sai iha loron-segunda ne'e banku esplika katak produtu tomak ho serbisu sira ho eskala ki'ik sei taka iha loron 28 Setembru tinan ne'e no instituisaun "sei orienta fali nia negósiu sira iha Timor-Leste ba banka komersial".

"Ami nia prioridade estratéjiku iha Pasífiku tomak maka harii negósiu sustentável ida, signifika katak konsentra ami nia esforsu sira no kapital ne'ebé maka ami bele iha impaktu ida maka'as liu", esplika hosi Tessa Price, responsável rejional hosi ANZ ba Pasífiku.

Price konsidera katak ANZ hanesan "banku komersial boot iha Timor-Leste" orienta nia asaun ba apoiu ba "kliente sira ne'ebé impulsionadu ho movimentu hosi komérsiu no kapital iha rejiaun" no ne'ebé iha atividade ki'ik sira "hanesan ki'k hosi banku tomak iha Timor-Leste, ho menus 2% hosi kuota merkadu nian".

"Ami senti konfiante katak Timor-Leste sei hetan benefísiu hosi prosperidade ekonómiku iha prazu naruk no, konsentra iha banka komersial, ami bele iha impaktu ida boot liután iha moris di'ak hosi ami nia kliente sira no hosi komunidade sira iha ne'e", nia subliña.

Andre Young, responsável banku nian iha Timor-Leste, hatete katak desizaun ne'e hakarak kria "banku ida simples liu, ho foku klaru iha serbisu bankáriu komersial sira" no bele "oferese serbisu di'ak liu ba kliente komersial sira, investe esforsu sira no rekursu sira iha negósiu".

"Ami kompromete nafatin ho Timor-Leste, ne'ebé maka ami iha ona prezensa hahú tinan 2001, no ami sei fornese nafatin produtu internasional sira hodi atende kliente komersial sira iha rejiaun, ho foku iha komérsiu no iha merkadu global sira", nia hatete.

Young garanti ona katak funsionáriu tomak iha área retallu nian sei hetan kargu seluk iha área sira seluk banku nian.

Porta-vós ida hosi ANZ hatete ona ba Lusa katak fin hosi komponente retallu nian "sei laiha impaktu iha kustu sira fundu nian".

Fonte hanesan nega ona ba Lusa katak desizaun hosi banku ne'e iha relasaun ho situasaun ekonómiku no polítika ne'ebé maka Timor-Leste hasoru iha tinan ikus ne'e, ho difikuldade entre Governu no parlamentu hodi hamosu eleisaun antesipadu.

Nasaun hein hela formasaun hosi Governu foun no aprovasaun ba orsamentu tinan ne'e nian, ho Timor-Leste moris ho duodésimu dezde fulan-Janeiru.

Iha fulan-Marsu tinan ne'e, tuir informasaun ne'ebé publika hosi ANZ, banku iha empréstimu ba kliente sira ho folin dolar millaun 43 - volume boot daruak hosi sistema finanseiru Timor-Leste nian, hafoin hosi banku timoroan BNCTL.

Banku iha depózitu hosi kliente sira ho folin dolar millaun 139,33, ho depózitu millaun 139,33, valor boot datoluk hosi instituisaun finanseiru neen ne'ebé maka halo operasaun iha nasaun.

SAPO TL ho Lusa
Dirijente partidáriu hatete katak ativista nunka halo parte iha lista ba Governu Timor nian

Dirijente partidáriu hatete katak ativista nunka halo parte iha lista ba Governu Timor nian


Dirijente ida hosi Partidu Libertasaun Popular (PLP), partidu ida ne'ebé halo parte hosi koligasaun AMP ne'ebé manán lejislativu timoroan sira ho maioria absoluta, garanti ona iha loron-sábadu katak ativista Bella Galhos "nunka konsideradu seriamente" ba Governu foun tuirmai.

"Hanesan honestu, Bella Galhos nunka konsideradu seriamente hodi halo parte iha elenku hosi Governu foun tuirmai", hatete hosi dirijente máximu ida hosi PLP ne'ebé lakohi hatete nia naran ba ajénsia Lusa.

"Ha'u envolve iha prosesu selesaun nian iha PLP nia laran. Ha'u hatene, klaru, katak nia nunka sai hanesan kandidata forte ida ba kargu ruma", nia subliña.

Komentáriu sira ne'e mosu hafoin Bella Galhos, ativista timoroan ida ne'ebé respeitadu tebes, afirma ona ba Lusa katak nia naran hasai tiha hosi elenku ne'ebé seidauk koñesidu hosi Governu Timor-Leste foun tuirmai, tanba kestaun "moral sira" relasionadu ho nia orientasaun seksual.

"Ne'e hanesan informasaun interna ne'ebé maka sira hato'o mai ha'u, iha partidu nia laran. Saida maka sira hatete mai ha'u katak tanba hanesan LGBT, tuir moral ne'e labele aseita", nia afirma.

Bella Galhos hanesan militante hosi Partidu Libertasaun Popular (PLP), lidera hosi eis-Prezidente Repúblika Taur Matan Ruak no ne'ebé halo parte iha Aliansa Mudansa ba Progresu (AMP), koligasaun ne'ebé manán eleisaun iha loron 12 Maiu ho maioria absoluta.

Dirijente máximu sira hosi AMP - Xanana Gusmão, prezidente hosi ongresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT), Taur Matan Ruak ho José Naimori (líder do Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO) - besik hakotu ona kompozisaun ba Governu.

"Ha'u la'ós hatete katak ne'e hanesan pozisaun hosi "irmaun" Taur maibé ha'u senti triste tanba nia la konsege kombate pozisaun ne'e", afirma hosi Galhos.

Dirijente PLP nian ne'ebé ko'alia ba Lusa lamenta katak partidu "hetan akuzasaun ne'ebé la justu hodi halo diskriminasaun ba nia iha prosesu selesaun nian", hodi insisti katak nia forsa polítika "avalia de'it ema sira tanba nia serbisu ka kontributu no la'ós tanba buat seluk, liuliu tanba orientasaun seksual".

Fonte hanesan konfirma ona katak Galhos "ativa tebes iha PLP" maibé "feto sira seluk iha mós asaun ativu liu duké nia dezde tinan 2015 no to'o kampaña".

Galhos, iha parte seluk, hatete katak senti "triste tebes" tanba kestaun moral foti iha nia partidu rasik nia laran, hodi afirma katak senti traidu tanba konvense joven sira ho membru sira seluk hosi komunidade LGBT hodi apoia PLP.

"Hanesan deziluzaun boot ida. Ha'u nunka hakarak halo parte hosi partidu polítiku sira. PLP dada ha'u tanba hanesan alternativu ida no ha'u fó ona ha'u nia kontributu, inklui hosi dalan finanseiru. Ha'u ajuda ona iha kampaña no apela ba joven sira no joven sira LGBT hodi apoia ami", nia hatete.

"Ba joven sira ne'e ha'u fó ona esperansa ba sira katak ho PLP buat hotu sei muda maibé afinal la'ós hanesan ne'e. Ha'u senti diskriminadu", nia afirma.

Iha loron-sábadu ne'e, dirijente prinsipal ida hosi PLP, Fidelis Magalhães, insisti ona katak Bella Galhos hanesan "ema importante ida ba partidu" ho "obra ho kontributu komunitáriu ida ne'ebé hetan rekoñesimentu di'ak".

Nia esplika katak labele halo komentáriu ba kazu ka ba formasaun Governu nian, ne'ebé nia desizaun sira "sei foti hosi líder máximu sira hosi partidu sira", Magalhães rejeita ona katak kestaun hosi orientasaun seksual bele hanesan motivu ida.

"Bella hanesan ema matenek ida, ema ne'ebé respeitadu no ho kontributu valiozu. Iha prosesu sira hanesan ne'e iha kandidatu barak no ha'u labele komenta prosesu tanba ha'u la hatene mós katak sei halo parte ka la'e iha Governu", nia hatete.

"Bainhira konsidera kandidatu sira ba fatin polítiku ruma iha konsiderasaun barak no kandidatu barak. Bella hetan nafatin respeitu hosi Taur rasik no hetan ona konviti nu'udar konselleira ba asuntu sosial sira durante tinan sira iha nia Prezidénsia", nia afirma.

Galhos, ho tinan 46, hanesan líder ida ne'ebé koñesidu hosi sosiedade sivil timoroan, ho pasadu ne'ebé nakonu ho viokénsia ne'ebé hahú iha família nia laran, hosi nia aman nia liman, ne'ebé iha feen na'in 18 no oan na'in 45 no ne'ebé ho tinan tolu fa'an nia ho dolár lima ba soldadu indonéziu ida.

Entre tinan 2012 no 2017, sai ona nu'udar konselleira hosi Prezidente Repúblika, iha momentu ne'ebá, Taur Matan Ruak, períudu ne'ebé harii ona no kere ona "Eskola Verde" dahuluk iha nasaun, iha Leublora, hosi súl Díli nian, ne'ebé ohin loron funsiona kintal ida no restaurante ida ho hahán orgániku no koperativu ida feto sira nian.

Agora daudaun jere Pouzada Maubisse nian, iha sentru nasaun nian.

SAPO TL ho Lusa
PR timorense ouve novamente partidos com assento parlamentar para formação de Governo

PR timorense ouve novamente partidos com assento parlamentar para formação de Governo


Díli, 18 jun (Lusa) - O Presidente da República timorense convocou para terça-feira reuniões com os partidos e coligações que elegeram deputados nas legislativas de 12 de maio, tendo em vista a indigitação do primeiro-ministro, anunciou hoje a presidência.

Segundo o calendário da presidência, Francisco Guterres Lu-Olo recebe às 09:00 (01:00 em Lisboa) a força política mais votada, a Aliança de Mudança para o Progresso (AMP), e às 10:30 (02:30 em Lisboa) a Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin).

À tarde, estão previstos encontros com o Partido Democrático (PD) e com a Frente de Desenvolvimento Democrático (FDD).

A AMP integra o Congresso Nacional de Reconstrução Timorense (CNRT), o Partido Libertação Popular (PLP) e o Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO).

Os encontros surgem depois de na semana passada terem tomado posse os 65 deputados do Parlamento Nacional, abrindo a porta para a formação do VIII Governo.

ASP // VM
Banco australiano ANZ anuncia fim de atividade de retalho em Timor-Leste em setembro

Banco australiano ANZ anuncia fim de atividade de retalho em Timor-Leste em setembro


Díli, 18 jun (Lusa) - O banco australiano ANZ anunciou hoje que vai fechar, a partir de setembro, a sua atividade de retalho concentrando-se apenas no setor comercial, considerando que essa é a melhor de apoiar os principais clientes da instituição.

Em comunicado divulgado hoje o banco explica que todos os produtos e serviços de retalho vão fechar a 28 de setembro deste ano e que a instituição "vai reorientar os seus negócios em Timor-Leste para banca comercial".

"A nossa prioridade estratégica em todo o Pacífico é construir um negócio sustentável, o que significa concentrar os nossos esforços e capital onde podemos ter o impacto mais forte", explicou Tessa Price, responsável regional do ANZ para o Pacífico.

Price considera que o ANZ é "o maior banco comercial em Timor-Leste" orientando a sua ação para apoio a "clientes impulsionados pelos fluxos de comércio e capital na região" e que no retalho é "o menor de todos os bancos em Timor-Leste, com menos de 2 por cento de quota de mercado".

"Estamos confiantes que Timor-Leste irá desfrutar de prosperidade económica a longo prazo e, concentrando-se na banca comercial, podemos ter um impacto ainda maior no bem-estar dos nossos clientes e da comunidade aqui", sublinhou.

Andre Young, responsável do banco em Timor-Leste, disse que a decisão pretende criar um "banco mais simples, com um foco claro em serviços bancários comerciais" e capaz de "oferecer melhor serviço aos clientes comerciais, investindo os esforços e recursos no negócio".

"Continuamos comprometidos com Timor-Leste, onde estamos presentes desde 2001, e continuaremos a fornecer produtos internacionais para atender os clientes comerciais da região, com foco no comércio e nos mercados globais", frisou.

Young garantiu que todos os funcionários no setor de retalho terão outros cargos noutras áreas do banco.

Uma porta-voz do ANZ disse à Lusa que o fim do componente de retalho "não terá um impacto nos custos de fundos".

A mesma fonte negou à Lusa que a decisão do banco tenha a ver com a situação económica e política que Timor-Leste viveu no último ano, com o impasse entre Governo e parlamento a levar a eleições antecipadas.

O país ainda está à espera da formação do novo Governo e da aprovação de orçamento para este ano, com Timor-Leste a viver com duodécimos desde janeiro.

No final de março deste ano, segundo informação publicada pelo ANZ, o banco tinha empréstimos a clientes no valor de 43 milhões de dólares - o segundo maior volume do sistema financeiro de Timor-Leste, atrás do timorense BNCTL.

O banco tinha depósitos de clientes no valor de 139,33 milhões de dólares, com depósitos de 139,33 milhões, o terceiro maior valor das seis instituições financeiras que operam no país.

ASP // VM
Papua Nova-Guiné declara estado de emergência na sequência de motins

Papua Nova-Guiné declara estado de emergência na sequência de motins


A Papua Nova-Guiné declarou o estado de emergência na província de Southern Highlands após motins que resultaram no incêndio de um avião de passageiros, de um tribunal e da residência do governador local, noticiou hoje a agência France-Press.

Segundo a polícia local, os revoltosos agiram na sequência de uma decisão judicial que rejeitou uma petição para contestar a vitória do governador da província, William Powi, na eleição de 2017.

O primeiro-ministro Peter O'Neill decretou o estado de emergência na sexta-feira, por um período de nove meses, e suspendeu os poderes do governo local.

"A província voltou hoje ao normal", afirmou, citado na edição de hoje do jornal Post Courier, explicando que os incidentes ficaram a dever-se "principalmente à frustação".

"Ninguém está acima da lei e todos aqueles que estão envolvidos estão sujeitos a penas muito severas", adiantou.

Durante os motins, tanto o domicílio do governador da província, como o Tribunal de Mendi e um avião da companhia nacional Air Niugini foram incendiados, mas não existem vítimas a registar.

Lusa | em SAPO TL

domingo, 17 de junho de 2018

Dirigente partidário diz que ativista nunca esteve nas listas para Governo de Timor

Dirigente partidário diz que ativista nunca esteve nas listas para Governo de Timor


Díli, 16 jun (Lusa) - Um dirigente do Partido Libertação Popular (PLP), um dos três que integra a coligação AMP que venceu as legislativas timorenses com maioria absoluta, garantiu hoje que a ativista Bella Galhos "nunca foi seriamente considerada" para o próximo Governo.

"Para ser honesto, Bella Galhos nunca foi seriamente considerada para ser incluída no elenco do próximo Governo", disse à Lusa um alto dirigente do PLP que pediu o anonimato.

"Estou envolvido no processo de seleção dentro do PLP. Sei, com toda a certeza, que ela nunca foi uma forte candidata para qualquer cargo", sublinhou.

Os comentários surgem depois de Bella Galhos, uma das mais respeitadas ativistas timorenses, ter afirmado à Lusa que o seu nome foi retirado do elenco ainda desconhecido do próximo Governo de Timor-Leste, por questões "morais" relacionadas com a sua orientação sexual.

"Esta é a informação interna que me comunicaram, dentro do partido. O que me disseram é que, por ser LGBT, moralmente isso não é aceitável", afirmou.

Bella Galhos é militante do Partido Libertação Popular (PLP), liderado por Taur Matan Ruak, o ex-Presidente da República, e que integra a Aliança de Mudança para o Progresso (AMP), a coligação que venceu as eleições de 12 de maio com maioria absoluta.

Os dirigentes máximos da AMP - Xanana Gusmão, presidente do Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT), Taur Matan Ruak e José Naimori (líder do Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO) - estão a fechar a composição do Governo.

"Não digo que esta posição foi de Taur, mas fico desiludida que ele não tenha conseguido combater esta posição", afirmou Galhos.

O dirigente do PLP ouvido pela Lusa lamenta que o partido esteja a ser "injustamente acusado de a discriminar no processo de seleção", insistindo que a sua força política "apenas avalia as pessoas pelo seu trabalho ou contributo e por nada mais, muito menos a orientação sexual".

A mesma fonte confirmou que Galhos "tem estado muito ativa no PLP" mas que "muitas outras mulheres estiveram mais ativas que ela desde 2015 e até à campanha".

Galhos, por seu lado, disse ficar "bastante desiludida" com o facto da questão moral ser levantada dentro do seu próprio partido, afirmando que se sente traída por ter convencido jovens e outros membros da comunidade LGBT a apoiar o PLP.

"É um grande desapontamento. Eu nunca quis fazer parte de partidos políticos. O PLP atraiu-me porque era uma alternativa e eu dei o meu contributo, incluindo financeiramente. Ajudei na campanha e a apelar a jovens e jovens LGBT para nos apoiar", disse.

"A esses jovens dei-lhes esperança que com o PLP as coisas iam mudar mas parece que afinal não é assim. Sinto-me discriminada", afirmou.

Já no sábado um dos principais dirigentes do PLP, Fidelis Magalhães, insistiu que Bella Galhos é "uma pessoa valiosa para o partido" com uma "obra e um contributo comunitário bem reconhecidos".

Explicando não poder comentar o caso ou a formação do Governo, cujas decisões "estão a ser tomadas pelos líderes máximos dos partidos", Magalhães rejeitou que a questão da orientação sexual possa ter sido um motivo.

"A Bella é uma pessoa inteligente, pessoa respeitada e com um valioso contributo. Nos processos deste tipo há muitos outros candidatos e eu nem sequer posso comentar o processo porque não sei sequer se está ou não no Governo", disse.

"Quando se considera os candidatos a qualquer lugar politico há muitas considerações e há muitos candidatos. A Bella é sempre respeitada pelo próprio Taur e foi convidada como conselheira para assuntos sociais durante anos na sua Presidência", afirmou.

Galhos, 46 anos, é uma das mais conhecidas líderes da sociedade civil timorense, com um passado de violência que começou dentro da família, às mãos do pai, que teve 18 mulheres e 45 filhos e que aos três anos a vendeu por cinco dólares a um soldado indonésio.

Entre 2012 e 2017 foi conselheira do então Presidente da República Taur Matan Ruak, período durante o qual construiu e geriu a primeira 'Escola Verde' do país, em Leublora, a sul de Díli, onde funciona hoje uma quinta e restaurante de comida orgânica e uma cooperativa de mulheres.

Atualmente gere a Pousada de Maubisse, no centro do país.

ASP // ACG
'Barcos Dragão" reforçam integração de portugueses em Macau

'Barcos Dragão" reforçam integração de portugueses em Macau


Macau, China, 16 jun (Lusa) - Uma equipa feminina do Instituto Português do Oriente (IPOR) estreou-se hoje nas corridas "Barcos Dragão", em Macau, como forma de reforçar a integração na comunidade daquele território administrado pelos chineses, explicou à Lusa uma das participantes.

"Eu acho que uma equipa totalmente portuguesa de uma instituição portuguesa poder participar num campeonato destes, que é uma coisa local da China, de Macau. Traz uma grande energia e uma grande mensagem para os chineses em geral e para Macau: quer dizer que nós nos integramos, nós fazemos parte da comunidade", disse a vogal da direção do IPOR Patrícia Ribeiro.

Para Patrícia Ribeiro, viver este tipo de competições fortalece os laços entre a comunidade portuguesa e a chinesa.

"Participar nestas competições serve exatamente para demonstrar que também fazemos parte deles. Somos bem recebidos aqui em Macau", considerou a funcionária do instituto, que tem como uma das principais missões difundir a língua e a cultura portuguesas no Oriente.

A exemplo dos últimos anos, o Instituto Português do Oriente voltou a abrir as portas para que a comunidade possa acompanhar os jogos da seleção portuguesa no Mundial2018 de futebol.

Apesar da dificuldade do fuso horário (em Macau o fuso é de mais sete horas do que em Lisboa), a grande maioria das colegas da embarcação assistiu ao embate contra a Espanha, em que Cristiano Ronaldo marcou os três golos do empate de Portugal com a Espanha (3-3).

"A nossa inspiração [...], a nossa musa inspiradora é o Cristiano Ronaldo, porque ele tem uma força e uma energia que nos transmitiu agora nesta prova", confessou, sorridente, Patrícia Ribeiro.

O IPOR foi a única equipa portuguesa a participar neste evento, mas dentro de algumas equipas de Macau há também portugueses que se juntam à população local.

Foi o caso de Rodrigo de Matos, residente em Macau há oito anos -- este ano teve "um clique" e decidiu participar naquela que considera ser "uma grande festa".

"Este ano comecei a trabalhei no Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais de Macau (IACM), que é uma espécie de câmara municipal aqui de Macau, e soube que eles tinham uma equipa de 'Barcos Dragão' e a precisar de novos atletas para fazer uma reciclagem, de maneira que vim experimentar e gostei", contou Rodrigo de Matos, antes do início da sua prova.

"Isto é um evento com uma certa tradição. Será para este território comparável às corridas de remo, em Inglaterra, nos célebres duelos entre Oxford e Cambridge. A diferença é que estas são umas regatas internacionais", explicou o funcionário do IACM.

Durante o dia de hoje e até domingo realizam-se as regatas locais de pequenas e grandes embarcações para entidades públicas de Macau, universitárias e dos trabalhadores da função pública, num total de 140 equipas.

Já as grandes provas internacionais vão ter lugar na segunda-feira, com a participação de equipas estrangeiras a competirem na Regata Internacional de Barcos Dragão de Macau para Grandes Embarcações, na categoria Open e na categoria feminina.

"O número de equipas que participam são cerca de 160", disse à Lusa a secretária-geral da comissão organizadora dos "Barcos Dragão".

Inicialmente estas provas eram planeadas de forma voluntária por organizações não-governamentais, mas desde 1979 esta atividade passou a ser promovida de forma anual, incluindo uma regata internacional de barcos dragão, em que equipas de diferentes países têm sido convidadas a participar.

Desde o estabelecimento da Região Administrativa Especial de Macau que a Regata Internacional de Barcos Dragão de Macau é organizada em conjunto pelo Instituto do Desporto e pela Associação de Barcos Dragão de Macau, China.

A festividade tem origem numa lenda sobre um alto e leal funcionário do reino de Chu, de nome Qu Yuan, que se terá lançado ao rio pondo termo à sua vida, após ter visto o rei recusar as suas propostas por causa de intrigas.

Caindo em desgraça perante o soberano, Qu Yuan partiu para o exílio, altura em que compôs vários poemas a expressar a sua revolta por não poder continuar a servir o seu país, e mais tarde decidiu suicidar-se.

Dada a estima que nutriam pelo patriótico e justo "poeta", os habitantes locais remaram nos seus barcos de madeira para a zona, fazendo com que os barcos dragão simbolizem a busca pelo salvamento de Qu Yuan.

MIM // ROC

sábado, 16 de junho de 2018

UNTL Koopera ho Universidade Portugeza Sei Loke Kursu Foun Iha 2019

UNTL Koopera ho Universidade Portugeza Sei Loke Kursu Foun Iha 2019


DILI, (TATOLI) – Universidade Nasionál Timor Lorosa’e (UNTL) liuhusi nia kooperasaun ho universidade portugeza sira iha 2019 sei loke kursu foun ne’ebé konsellu jerál aprova ona nia dosier iha área mestradu iha portugés tuir kontestu Timor-Leste,  mestradu iha matemátika ba profesór sira nomós lisensiatura formasaun profesór pré-eskolár ne’ebé sei harii iha Fakuldade Edukasaun, Arte no Umanidade.

Reitór UNTL, Francisco Miguel Martins, hatete kolaborasaun ida ne’e sei halo hamutuk ho Universidade Portu, Universidade do Minho, Évora, Aveiro iha Portugál nomós integradu ho profesór lokál sira para iha integrasaun dezenvolvimentu institusionál no departamentu.

“Ida mós iha área balun ne’ebé ita atu institusionaliza iha tinan oin mai kursu foun iha área mestradu iha direito do mar e segurança marítima, mas seidauk aprezenta dosier sira ne’e entaun ita rezerva hela, kuandu iha eventu formál ona ita bele implementa iha ita-nia anu akadémiku mai. Daudaun ne’e Universidade do Portu no Coimbra konstroe hela dosier  mestrado em direito do mar e segurança marítima”, Martins hatete ohin, iha Sentru Konvensaun Dili hafoin graduasaun UNTL ba da-XIX.

Nia hatutan ida ne’e importante tanba Timor-Leste hanesan illa, tasi maka hale’u no seguransa tasi nian tenke halo maski iha ona lisensiatura iha fakuldade agrikultura, departamentu peska no siénsia mariña tanba haree katak rikusoin tasi-laran ne’e boot liu karik iha terrestre.

“Tanba ne’e mak ita loke área foun sira ne’e tuir ita-nia nesesidade reál país nian atu eleva kualidade no bele mós ita sustenta ita-nia an ho ita-nia situasaun reál ne’e”.

Aleinde ne’e sei loke mós lisensiatura iha istória no jeografia Timor-Leste iha fakuldade filozofia no siénsia umana.

“Longu prazu tinan oin mai tan ita atu loke tan medisina dentária, maibé ida ne’e sei programa hela bainhira mak ita atu implementa, haree lai kondisaun favoravel tanba medisina dentária kustu ne’e la’ós uitoan. Entaun fazeadamente ita dezenvolve tuir nesesidade pais nian atu fó formasaun ema iha área ida ne’e atu serbí ba ita-nia komunidade no país”.

Jornalista: Maria Auxiliadora | Editora: Rita Almeida

Imajen: Reitór Universidade Nasionál Timor Lorosa’e (UNTL), Francisco Miguel Martins. Foto/ Mídia Komunikasaun UNTL.
Ativista timoroan hatete katak la halo parte hosi Governu foun tanba nia orientasaun seksual

Ativista timoroan hatete katak la halo parte hosi Governu foun tanba nia orientasaun seksual


Ativista timoroan Bella Galhos hatete, iha loron-sesta ne'e, ba Lusa katak nia naran hasai tiha hosi elenku hosi lista ne'ebé seidauk koñesidu ba Governu foun Timor-Leste nian tanba kestaun "moral sira" relasionadu ho nia orientasaun seksual.

"Ne'e hanesan informasaun interna ne'ebé maka sira hato'o mai ha'u, iha partidu nia laran. Saida maka sira hatete mai ha'u katak tanba hanesan LGBT, tuir moral ne'e labele aseita", nia afirma.

Bella Galhos hanesan militante hosi Partidu Libertasaun Popular (PLP), lidera hosi eis-Prezidente Repúblika Taur Matan Ruak no ne'ebé halo parte iha Aliansa Mudansa ba Progresu (AMP), koligasaun ne'ebé manán eleisaun iha loron 12 Maiu ho maioria absoluta.

Dirijente máximu sira hosi AMP - Xanana Gusmão, prezidente hosi ongresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT), Taur Matan Ruak ho José Naimori (líder do Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO) - besik hakotu ona kompozisaun ba Governu.

"Ha'u la'ós hatete katak ne'e hanesan pozisaun hosi "irmaun" Taur maibé ha'u senti triste tanba nia la konsege kombate pozisaun ne'e", afirma hosi Galhos.

Galhos esplika ona ba Lusa katak, iha konversa dahuluk sira iha PLP nia laran, refere ona área tolu ne'ebé maka nia bele serbisu.

"Ko'alia iha Turizmu, iha Juventude ho Desportu no iha Sekretaria Estadu ba Polítika hosi Formasaun Profisional no Empregu (SEPFOPE). Hafoin ne'e, iha faze daruak, ko'alia iha Igualdade Jéneru nian", nia afirma.

"Maibé hafoin ne'e ha'u nia naran hasai tiha tanba razaun moral sira, tanba ha'u nia orientasaun seksual", nia hatete.

"Ne'e akontese tanba ha'u hanesan feto, maibé liuliu tanba ha'u halo parte iha komunidade LGBT", nia esplika ho admiti katak bele iha presaun, iha nia kazu, hosi relijiozu sira iha Timor-Leste.

Galhos hatete katak senti "triste tebes" tanba kestaun moral foti iha nia partidu rasik nia laran, hodi afirma katak senti traidu tanba konvense joven sira ho membru sira seluk hosi komunidade LGBT hodi apoia PLP.

"Hanesan deziluzaun boot ida. Ha'u nunka hakarak halo parte hosi partidu polítiku sira. PLP dada ha'u tanba hanesan alternativu ida no ha'u fó ona ha'u nia kontributu, inklui hosi dalan finanseiru. Ha'u ajuda ona iha kampaña no apela ba joven sira no joven sira LGBT hodi apoia ami", nia hatete.

"Ba joven sira ne'e ha'u fó ona esperansa ba sira katak ho PLP buat hotu sei muda maibé afinal la'ós hanesan ne'e. Ha'u senti diskriminadu", nia afirma.

Fidelis Magalhães, dirijente prinsipal ida hosi PLP, bainhira insisti hodi halo komentáriu ba kazu, hatete katak la hatene kontornu hosi situasaun, hodi insisti katak Bella Galhos hanesan "ema importante ida ba partidu" ho "obra ho kontributu komunitáriu ida ne'ebé hetan rekoñesimentu di'ak".

Esplika katak labele halo komentáriu ba kazu ka ba formasaun Governu nian, ne'ebé nia desizaun sira "sei foti hosi líder máximu sira hosi partidu sira", Magalhães rejeita ona katak kestaun hosi orientasaun seksual bele hanesan motivu ida.

"Bella hanesan ema matenek ida, ema ne'ebé respeitadu no ho kontributu valiozu. Iha prosesu sira hanesan ne'e iha kandidatu barak no ha'u labele komenta prosesu tanba ha'u la hatene mós katak sei halo parte ka la'e iha Governu", nia hatete.

Galhos, ho tinan 46, hanesan líder ida ne'ebé koñesidu hosi sosiedade sivil timoroan, ho pasadu ne'ebé nakonu ho viokénsia ne'ebé hahú iha família nia laran, hosi nia aman nia liman, ne'ebé iha feen na'in 18 no oan na'in 45 no ne'ebé ho tinan tolu fa'an nia ho dolár lima ba soldadu indonéziu ida.

Iha momentu ne'ebá, argumentu maka katak Galhos iha "personalidade ida ne'ebé maskulinu tebes, dominante". Hafoin husu beibeik hosi nia inan, ikusmai nia fila ba uma.

Ho tinan 16, sai nu'udar elementu ativu hosi rezisténsia, sai nu'udar ajente duplu iha forsa armada indonéziu nia laran - ne'ebé durante tinan tolu nia laran nakonu ho violénsia fízika ho seksual maka'as - no hafoin ne'e konsege ona, ikusmai, hetan azilu polítiku iha Kanadá.

Iha tinan 1999, hafoin referendu ne'ebé maka ema timoroan sira hili independénsia, nia fila ba Timor-Leste, serbisu ona iha ONU, kompleta ona kursu ida psikolojia nian no okupa ona knaar oioin iha organizasaun sira sosiedade sivil nian.

Entre tinan 2012 no 2017, sai ona nu'udar konselleira hosi Prezidente Repúblika, iha momentu ne'ebá, Taur Matan Ruak, períudu ne'ebé harii ona no kere ona "Eskola Verde" dahuluk iha nasaun, iha Leublora, hosi súl Díli nian, ne'ebé ohin loron funsiona kintal ida no restaurante ida ho hahán orgániku no koperativu ida feto sira nian.

Agora daudaun jere Pouzada Maubisse nian, iha sentru nasaun nian.

SAPO TL ho Lusa