quinta-feira, 15 de junho de 2017

INCÊNDIO | Novo revestimento do prédio londrino é apontado como a causa do incêndio

PARTILHAR
Alguns moradores da torre de Grenfell culpam o novo material usado para revestir a estrutura e garantem que foi este a causa para as chamas terem deflagrado pelos 24 andares do prédio

As causas do incêndio de ontem na torre de Grenfell, em Londres, continuam por apurar, apesar das várias teorias ou denúncias que já têm sido feitas desde então. Uma delas, por exemplo, aponta para um curto de circuito num frigorífico num dos apartamentos do quarto andar.

Durante a última noite, contudo, alguns dos moradores daquele prédio culpam o novo revestimento – que tinha sido aplicado há pouco tempo e com um custo de 8.7 milhões de libras (quase 10 mil euros) – como a causa da propagação das chamas. E que revestimento é esse?

Pode ser intitulado como ‘revestimento resistente à chuva’ e consiste numa camada impermeável, isto é, que não deixa a humidade afetar o interior das residências, mantendo a temperatura dentro de casa.


É maioritariamente composto por madeira, metal, ou plástico e, ainda de acordo com quem lá vivia, citados pelo Metro, foi também uma escolha baseada no aspeto exterior.

Isto porque que nesta zona de Notting Hill tanto há bairros sociais com alguns apartamentos de luxo, tendo o revestimento servido para neutralizar a diferença entre estatutos sociais dos que por lá moram.

Desta feita, e com o deflagrar das chamas, a cobertura do prédio ajudou a que este se “acendesse como um fósforo”, tendo esse revestimento, resistente à água, contribuído para a demora na extinção do incêndio que consumiu todos os 24 andares.

É também de referir que a pouca proteção contra incêndios deste edifício já havia sido denunciada por uma associação, que afirma agora que os seus alertas foram "ignorados".

João Oliveira | Notícias ao Minuto | Foto Getty Images

Relacionado no Timor Agora
PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: