segunda-feira, 26 de junho de 2017

ADEUS AUSTRÁLIA | Taça das Confederações: Chile-Austrália, 1-1

PARTILHAR
Chile no caminho, Socceroos deixaram pistas para Portugal

O Chile segue em frente na Taça das Confederações, garantindo o segundo lugar no Grupo B, e marca encontro com Portugal nas meias-finais. Porém, a seleção orientada por Juan Antonio Pizzi não foi além de um empate frente à Austrália (1-1).


Os Socceroos ainda sonharam com o apuramento e estiveram a um golo de o conseguir, quando Troisi bateu Claudio Bravo e encostou o Chile às cordas. A Seleção Nacional pode aproveitar as pistas australianas, sobretudo a forma como desmontaram a defesa contrária.

O processo defensivo do adversário de Portugal é falível, não consegue anular passes para as costas do último reduto e nem se equipara com a qualidade chilena no ataque.

Arturo Vidal e Alexis Sánchez são as grandes mais-valias desta equipa - sem esquecer Cláudio Bravo -, Eduardo Vargas tem argumentos para acompanhar esta dupla e no banco também se encontram nomes interessantes. Martín Rodríguez, jovem do Cruz Azul (México), entrou ao intervalo e garantiu o empate providencial.

Pizzi assumiu o risco no final da primeira parte, perante a desvantagem no marcador, e partiu o jogo. Entraram Martín Rodríguez e Pablo Hernández, Chile com dois blocos definidos e sujeitos a quebras.

A Austrália, que tinha marcado em lance de insistência, com um toque de classe de Troisi, manteve-se na discussão e teve oportunidades para chegar ao segundo golo. Esse permitiria a alteração de cenário, colocando os Socceroos no caminho de Portugal.

Porém, contas feitas, o Chile criou oportunidades suficientes para justificar pelo menos um ponto e o guarda-redes Matthew Ryan não chegou para as encomendas.

O empate chegou já depois de Tim Cahill abandonar o terreno de jogo. No dia em que cumpriu a 100º internacionalização pela Austrália, o histórico avançado escapou ao vermelho direto após entrada muito dura sobre Aranguiz.

A seleção chilena foi pressionando e chegaria ao 1-1 com 67 minutos de jogo. Após cruzamento para a área contrária, Eduardo Vargas ganhou de cabeça e Rodríguez, extremamente veloz, foi o primeiro a chegar para o desvio.

A Alemanha ia vencendo os Camarões, a caminho do primeiro lugar do grupo. Pizzi ainda terá pensando no golo da vitória mas acabaria, já perto do final, por optar por recuperar o equilíbrio em campo.

A Austrália foi perdendo argumentos e despede-se da Taça das Confederações com dois pontos. Um bom registo, ainda assim.

PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: