segunda-feira, 30 de julho de 2018

Ministra australiana em Timor após acordo sobre receitas de petróleo e gás

PARTILHAR

A ministra dos Negócios Estrangeiros da Austrália visita hoje Timor-Leste para reparar as relações bilaterais, depois de uma disputa entre os dois países sobre receitas de gás e petróleo e que incluiu também alegações de espionagem.

"A assinatura do nosso tratado histórico de fronteiras marítimas abriu um novo capítulo nas relações entre a Austrália e Timor-Leste", disse Julie Bishop à cadeia televisiva Australian Broadcasting Corporation (ABC).

Bishop, que está em Díli para se encontrar com líderes recém-eleitos, é a primeira ministra australiana a visitar Timor-Leste nos últimos cinco anos.

A Austrália e Timor-Leste assinaram recentemente um acordo que compartilha as receitas de petróleo e gás do Mar de Timor.

Timor Leste tinha contestado a validade de um acordo de partilha de receitas assinado em 2006, alegando que a Austrália tinha realizado escutas em gabinetes governamentais em 2004 para obter uma vantagem injusta nas negociações.

"Foi uma questão de tensão constante, foi uma preocupação para nós em termos do nosso relacionamento com Timor-Leste e estou satisfeita por nos termos conseguido comprometer com um processo que conduziu a um resultado justo e equilibrado", pelo que "agora podemos continuar a apoiar Timor-Leste na realização de seu potencial económico", acrescentou a ministra à ABC.

Em 2017, Timor-Leste retirou a queixa que tinha apresentado contra a Austrália no mais alto tribunal das Nações Unidas, o que foi visto como um ato de boa vontade antes do novo acordo que estabelece que a maior parte do rendimento do Mar de Timor pertence a Díli.

A Austrália confirmou em junho que havia acusado um ex-espião australiano e o seu advogado de conspiração por revelarem informações secretas relativas à alegação de espionagem.

Lusa | em SAPO TL
PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: