segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Correspondente da BBC acusado de difamação na Tailândia

PARTILHAR
Banguecoque, 24 fev (Lusa) -- O Clube de Correspondentes Estrangeiros da Tailândia (FCCT, na sigla em inglês) expressou hoje preocupação com a acusação de difamação apresentada contra o correspondente da BBC Jonathan Head pela sua cobertura a um caso de fraude.

Num comunicado, o FCCT indicou que o processo vai pôr à prova os limites impostos aos jornalistas na Tailândia para investigar casos de interesse público sem receio de "represálias judiciais".

Jonathan Head, correspondente em Banguecoque desde 2012 e presidente do FCCT, compareceu na quinta-feira num tribunal da ilha de Phuket, no sul do país, onde se declarou inocente das acusações de difamação, pela qual enfrenta uma pena máxima de cinco anos de prisão.

Em 2015, o jornalista britânico cobriu o caso de dois estrangeiros reformados que tinham sido vítimas de um golpe, através da falsificação das suas assinaturas, o que fez com que perdessem várias propriedades em Phuket.

A queixa foi apresentada por um advogado que, segundo a notícia da BBC, alegadamente validou a assinatura falsificada de uma das vítimas sem estas estarem presentes.

"Esperamos que este assunto seja encerrado rapidamente, de forma clara e justa, para o bem de todos", afirmou o FCCT, esclarecendo que Head, como parte interessada, não participou na elaboração do comunicado.

ISG // SB
PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: