sábado, 25 de fevereiro de 2017

PM timorense partiu hoje para visita oficial à Nova Zelândia com economia na agenda

PARTILHAR
Díli, 25 fev (Lusa) - O primeiro-ministro timorense partiu hoje de Díli para uma visita oficial à Nova Zelândia durante a qual analisará vários temas da agenda bilateral e em que vai promover oportunidades de negócios em Timor-Leste.

Rui Maria de Araújo, que visita o país a convite do Governo neozelandês, tem previstas reuniões bilaterais com o seu homólogo Bill English e deslocações às cidades de Auckland, Wellington e Dunedim.

Do programa de atividades faz parte um jantar de negócios em Auckland "com o objetivo de dar a conhecer aos participantes sobre o desenvolvimento do território timorense e incentivar as empresas da Nova Zelândia a investirem em Timor-Leste", como refere o Governo em comunicado.

Neste encontro deverão participar, entre outros, representantes de instituições como a Shaw Dairy Farm (indústria de laticínios) e o Royal Albatross Centre, na península de Otago (Dunedin), um modelo bem-sucedido na área do ecoturismo.

"Esta troca de experiências procura ajudar Timor-Leste a transitar para uma economia mais diversificada", refere o comunicado que dá conta ainda de um encontro com estudantes timorenses na Universidade de Tecnologia de Auckland e da Universidade de Otago.
O chefe de Governo é acompanhado pelos ministros dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Hernâni Coelho, e do Interior, Longuinhos Monteiro, e ainda pelo segundo comandante-geral da Polícia Nacional de Timor-Leste, Faustino da Costa.

"Timor-Leste saúda a oportunidade para incentivar a parceria comercial e reuniões com peritos da Nova Zelândia em áreas de grande importância para a sua diversificação económica. Esta viagem do primeiro-ministro irá reforçar as boas relações já existentes entre os dois países, feitas de amizade e cooperação", referiu o porta-voz do Governo, o ministro de Estado Agio Pereira.

O Governo timorense recorda que a Nova Zelândia "contribuiu de maneira significativa na área da defesa e segurança durante a restauração da independência", pelo que a deslocação da delegação timorense incluirá uma visita à Academia da Polícia, em Wellington.
Nos últimos anos a relação entre os dois países tem-se orientado para o desenvolvimento económico, nomeadamente no setor privado, educação e formação, segurança e justiça.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Nova Zelândia, Murray McCully, visitou Timor-Leste em 2012 e 2014 e a Embaixada de Timor-Leste em Wellington foi inaugurada em 2014.

Rui Araújo regressa a Timor-Leste no dia 04 de março.

ASP // JPS
PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: