quinta-feira, 16 de março de 2017

Timorenses na Coreia do Sul e na Austrália enviaram remessas de 25 milhões de dólares

PARTILHAR

Díli, 15 mar (Lusa) - Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul e na Austrália fizeram remessas para Timor-Leste de 25,69 milhões de dólares (24,18 milhões de euros) entre 2012 e 2016, segundo dados oficiais hoje divulgados.

Dados da Secretaria de Estado para a Política de Formação Profissional e Emprego de Timor-Leste (SEPFOPE) mostram que entre 2012 e 2016 os trabalhadores que estão na Coreia do Sul enviaram para Timor-Leste um total de 22,68 milhões de dólares (21,35 milhões de euros).

Cerca de 2.000 trabalhadores timorenses beneficiam do programa de fomento do trabalho no exterior para timorenses acordado com a Coreia do Sul e que está em curso desde 2012.

No que se refere ao programa de trabalho sazonal na Austrália - que abrangeu 300 pessoas em 2016 (mais 67,4% que no ano anterior) - as remessas abrangeram desde 2014 (quando começou a iniciativa) cerca de três milhões de dólares (2,82 milhões de euros).

Em termos anuais, os dois programas representam remessas de 9,87 milhões de dólares no ano passado (8,19 milhões da Coreia do Sul e 1,7 milhões da Austrália).

O programa de trabalho sazonal na Austrália baseia-se num memorando de entendimento de 2011 entre os governos dos dois países, com a SEPFOPE a selecionar os candidatos timorenses, com base numa lista de pessoas disponíveis para trabalhar e a que os empregadores australianos têm acesso.

Os candidatos têm que passar por um teste de aptidão física e demonstrar competência no uso do inglês, conseguindo colocações por períodos de até seis meses, predominante na área da horticultura, em explorações de cereais, frutas e legumes.

ASP // VM
PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: