sábado, 4 de fevereiro de 2017

Estudantes indonésios e filipinos protestam contra políticas de imigração de Trump

PARTILHAR

Jacarta, 04 fev (Lusa) -- Estudantes indonésios e Filipinos protestaram contra a política de imigração do Presidente Donald Trump junto às embaixadas dos Estados Unidos nas capitais dos seus países.

Em Jacarta, dezenas de estudantes e ativistas de diferentes grupos de defesa dos direitos humanos apelaram ao Governo indonésio e à comunidade internacional para ajudarem a travar a ordem executiva de Trump que impede pessoas de sete países de maioria muçulmana de entrarem nos Estados Unidos.

Os manifestantes agitaram cartazes com frases como "Estou zangado com Trump" ("I'm angry with Trump") e "Não à proibição, não ao muro" ("No ban, no wall").

A ativista Veronica Koman, que organizou o protesto, alertou que a política "xenófoba" de Trump vai ter um impacto significativo nas pessoas que fogem de países em guerra e agora se encontram na Indonésia.

Quase 14 mil refugiados estão na Indonésia enquanto esperam por realojamento noutros países.

Uma manifestação semelhante foi organizada junto à embaixada norte-americana na capital filipina, Manila.

Trump assinou a ordem executiva há uma semana, fechando as fronteiras dos Estados Unidos aos refugiados por 120 dias e aos portadores de vistos do Irão, Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iémen, por 90 dias.

No entanto, na sexta-feira, um juiz federal de Seattle, ordenou a suspensão temporária, a nível nacional, desta proibição, obrigando o Governo norte-americano a informar as transportadoras aéreas que devem aceitar pessoas com vistos vindas destes países.

ISG//ISG
PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: