segunda-feira, 8 de maio de 2017

EMMANUEL MACRON É O NOVO PRESIDENTE DE FRANÇA

PARTILHAR
França livrou-se de Le Pen. Emmanuel Macron foi eleito novo presidente de França.

Cerca de um terço dos eleitores em França não votaram nesta segunda volta das eleições presidenciais. As urnas de voto já fecharam e em projeção a vitória cabe a Macron com 67%, enquanto Marine Le Pen só consegue 33%.

Como é habitual nas eleições francesas os números avançados em projeção não são muito diferentes do resultado final dos votos expressos. São fiáveis.

11 MILHÕES DE FASCISTAS SÓ EM FRANÇA

Emmanuel Macron é o vencedor incontestado das eleições presidenciais francesas com quase o dobro dos votos expressos de Le Pen, disso não há dúvida. Não há também dúvida de que Marine Le Pen obteve a votação de quase 11 milhões de eleitores. Considerando o que ela pretende para França, entre nacionalismo exacerbado, limitações nas fronteiras, racismo, xenofobia e tudo aquilo que caracteriza a sua índole de extrema-direita, podemos dizer que após o número vasto de eleitores que votaram nela, existem cerca de 11 milhões de fascista naquele país. Se aqueles franceses forem somados aos fascistas dos restantes países da Europa, concluímos que somam demasiados milhões, mais que os números do nazi-fascismo que apoiava Hitler. E isso é muito preocupante e uma séria ameaça aos valores democráticos europeus até à entrega da Europa às mãos da alta finança, que é quem agora governa e domina os europeus e seus países através de políticos que cedem e se rendem aos cifrões e vidas repletas de mordomias à custa dos povos que vêem cada vez mais as suas liberdades restringidas. A União Europeia dos dirigentes do extremo-neoliberalismo está a ser a antecâmara do nazi-fascismo que se está a consolidar e a avançar. 

TA

Macron com 66,06% quando estão contados 99,99% dos votos

O centrista Emmanuel Macron obteve 66,06% dos votos na segunda volta das presidenciais francesas, contra 33,94% da candidata da extrema-direita, Marine Le Pen, quando estão contados 99,99% dos boletins, indicam hoje dados oficiais.

O antigo ministro da Economia recebeu o apoio de 20,7 milhões de eleitores, enquanto a líder da Frente Nacional 10,6 milhões, de acordo com os dados oficiais provisórios publicados pelo Ministério do Interior francês.

A abstenção foi de 25,38%, a mais alta numa segunda volta das presidenciais francesas desde 1969, como apontavam as projeções.

Macron, de 39 anos, que será o Presidente mais jovem de França, conquistou os melhores resultados em Paris, com uma percentagem próxima dos 90%, e nos departamentos circundantes de Hauts-de-Seine e Val-de-Marne, ao superar em ambos os casos a barreira dos 80%.

Marine Le Pen obteve melhores resultados em Aisne e Pas-de-Calais, ambos no norte de França, onde obteve percentagens superiores a 52%.

Lusa | Notícias ao Minuto

Leia mais em Notícias ao Minuto
PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: