quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Estudante secundário morre em confronto entre jovens, um detido - Polícia

PARTILHAR
Díli, 03 ago (Lusa) - O comandante da polícia timorense disse hoje que um jovem de 15 anos morreu na sequência de uma discussão entre alunos numa escola no município de Baucau, negando que se tenha tratado de um incidente político.

"Não houve qualquer problema político. Foi um confronto entre alunos de uma escola secundária que começaram a discutir", explicou à Lusa Júlio Hornay, comandante da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL).

Hornay explicou que o incidente ocorreu no dia 31 de julho numa escola no suco [freguesia] de Tequinomata, posto administrativo de Laga, a sul de Baucau, a segunda cidade timorense.


O incidente chegou a ser divulgado pela equipa de segurança das Nações Unidas em Díli como um confronto entre apoiantes de dois partidos políticos e que tinham sido mortas duas pessoas.

Hornay criticou essa informação, - enviada por SMS pelo sistema de alerta da ONU que é recebido por vários cidadãos estrangeiros em Timor-Leste -, afirmando que já escreveu ao responsável da ONU em Díli a esclarecer a informação.

"Não houve confrontos políticos nenhuns. Essa informação é falsa. Foram estudantes dentro da classe, durante o tempo de exame, que começaram a discutir", afirmou Hornay.

"Levaram essa discussão até lá fora e dois jovens começaram a lutar. Um levou uma pedrada e faleceu no hospital. A polícia chegou rapidamente. O suspeito está detido", acrescentou.

ASP // EJ
PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: