sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

China e Rússia acordam medidas contra sistema antimísseis dos EUA na Coreia do Sul

PARTILHAR
Pequim, 13 jan (Lusa) - A China e a Rússia acordaram uma série de medidas, não reveladas, contra a instalação do sistema antimísseis norte-americano THAAD na Coreia do Sul, segundo informa hoje a agência oficial chinesa Xinhua.

As "contramedidas" têm como objetivo "salvaguardar os interesses da China e da Rússia e o equilíbrio estratégico da região", segundo um comunicado emitido no final de uma reunião bilateral sobre segurança, citado pela Xinhua.

A reunião, celebrada em Moscovo, reiterou a preocupação da China e da Rússia com o posicionamento do sistema defensivo norte-americano, que pretende combater a ameaça de um possível ataque norte-coreano.

Para Pequim e Moscovo, a presença do THAAD em solo sul-coreano pode reduzir a sua capacidade de dissuasão, o que afeta os seus interesses estratégicos e modifica o equilíbrio entre as grandes potências.

Estados Unidos e Coreia do Sul anunciaram em julho um acordo para instalar o sistema antimísseis após os últimos testes nucleares do regime norte-coreano.

Esta decisão gerou imediatamente a oposição russa e chinesa. Entre outras capacidades técnicas do sistema THAAD, o seu radar pode entrar nos territórios da China e da Rússia.

Assim, China e Rússia instaram novamente Washington e Seul a porem fim ao projeto para posicionar este sistema antimísseis em território sul-coreano.

ISG//ISG
PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: