quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Seminário promove paz, justiça e tolerância antes de ciclo eleitoral timorense

PARTILHAR
Díli, 01 fev (Lusa) - A primeira dama timorense organiza na próxima semana um seminário que pretende promover a paz, a justiça e a tolerância antes do ciclo eleitoral presidencial e legislativo que começa em março em Timor-Leste.

O encontro subordinado ao tema de "paz, justiça e tolerância para consolidar a independência nacional" insere-se no ciclo de debates sobre o papel do cidadão no desenvolvimento do bem-estar.

Trata-se de um encontro organizado pelo Gabinete de Apoio ao Cônjuge do Presidente da República em parceria com a Fundação do Centro Quesadhip Ruak para "contribuir para o ano eleitoral de celebração da democracia, que se aproxima em Timor-Leste".

Os eleitores timorenses vão a votos a 20 de março para eleger o Presidente da República e no início de julho para o Parlamento Nacional.

"Estes períodos de campanha eleitoral e de debate político são normalmente acompanhados por um clima de tensão política, muitas vezes gerador de tensões sociais a nível comunitário e nacional", refere uma nota do gabinete de Isabel Ferreira.

"Estas tensões provocadas pelos discursos inflamados dos candidatos ou apoiantes das diversas forças político-partidárias, estão na origem de incidentes frequentes com impactos para a segurança e a tranquilidade das populações, colocando em risco o clima de paz e tolerância que deve estar associado a todos os atos eleitorais", considera.

Nesse sentido, sublinha, "é fundamental realizar atividades de preparação para as eleições, que promovam no seio das nossas famílias, comunidades e do país, um clima de paz, justiça e tolerância".

O seminário será aberto pelo primeiro-ministro, Rui Maria de Araújo, contando com a presença, entre outros, do bispo da Diocese de Dili, Virgílio do Carmo da Silva, do chefe do Estado Maior General das F-FDTL (Forças de Defesa de Timor-Leste), do major -general Lere Anan Timur e do comandante-Geral da PNTL (Polícia Nacional de Timor-Leste), comissário Júlio Hornay.

Participam ainda, entre outros, o ministro de Estado, coordenador dos Assuntos Administração do Estado e da Justiça e ministro da Administração Estatal, Dionísio Babo Soares, o presidente da Comissão Nacional de Eleições, Alcino de Araújo Báris, e o diretor-geral do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE), Acilino Manuel Branco.

ASP // FV
PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: