sexta-feira, 20 de abril de 2018

ELEIÇÕES | Quase terminados preparativos para legislativas - Responsável

PARTILHAR

Díli, 20 abr (Lusa) - Os preparativos para as legislativas antecipadas em Timor-Leste estão quase concluídos, devendo terminar, nos próximos dias, a impressão dos boletins de voto para distribuir pelo país e pelos centros de votação na diáspora, disseram hoje responsáveis eleitorais.

"A preparação está a correr bem e estamos quase 90% prontos", disse o diretor-geral do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE), Acilino Manuel Branco, em declarações aos jornalistas.

Um dos aspetos essenciais, a impressão dos boletins de voto, deverá ficar concluído nos próximos dois dias e o "material sensível" para as eleições, como boletins de voto, urnas e cadernos eleitorais, começa a ser distribuído no início de maio.

Parte dos cerca de 870 mil boletins de voto vai ser transportada, em mão, por um conjunto de responsáveis eleitorais nomeados pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros timorense para acompanhar o processo de votação nos nove centros de voto na diáspora.

"Temos muito mais eleitores na diáspora do que no ano passado e, por isso, este ano temos mais três centros do que nas legislativas de 2017: um no Porto e dois no Reino Unido", lembrou.

Os responsáveis eleitorais para a diáspora devem receber formação em Díli nos dias 02 e 03 de maio. A 04 de maio partem para os quatro países, onde os timorenses podem votar: Austrália, Coreia do Sul, Reino Unido e Portugal.

Todo o material, incluindo os boletins de voto, é enviado, depois da contagem nos centros de votação na diáspora, para a Comissão Nacional de Eleições (CNE) onde será feito o apuramento final nacional e resolvidos eventuais votos reclamados.

Acilino Manuel Branco falava numa conferência de imprensa conjunta com o ministro da Administração Estatal timorense, Valentim Ximenes, na sede do STAE, em Díli, para uma atualização sobre os preparativos para as legislativas antecipadas de 12 de maio.

Valentim Ximenes disse aos jornalistas que equipas das Obras Públicas continuam a trabalhar em vários pontos do país para reparar pequenos problemas que existem nos acessos a alguns centros de votação.

"As equipas estão no terreno e a reparar pequenos problemas, garantindo também que há eletricidade nos centros de votação definidos", explicou o governante.

Oito partidos e coligações apresentaram-se às eleições para as quais estão recenseados 787.761 eleitores, mais 22.903 do que os que estavam habilitados a votar nas eleições legislativas de 22 de julho do ano passado, o que representa um aumento de cerca de 3%.

ASP // EJ
PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: