sábado, 18 de agosto de 2018

Pequim autoriza pedidos de residência a residentes de Macau, Hong Kong e Taiwan

PARTILHAR

Macau, China, 16 ago (Lusa) -- As autoridades de Pequim anunciaram hoje que os residentes de Macau, Hong Kong e Taiwan vão poder solicitar a autorização de residência no interior da China.


De acordo com um comunicado divulgado pelo Governo de Macau, a medida tomada hoje pelo Conselho de Estado chinês fará com que os residentes de Hong Kong, Macau e Taiwan possam "obter o mesmo tipo de serviços fundamentais e benefícios gozados pelos compatriotas da China continental".

A lei, que entra em vigor no dia 01 de setembro, é "uma medida importante de apoio à integração de Hong Kong e Macau no quadro do desenvolvimento da China", pode ler-se na mesma nota.

As autoridades de Macau encararam ainda esta lei como uma forma de integração dos residentes das duas regiões autónomas administradas pela China e de Taiwan, já que vão poder trabalhar, estudar, viajar e viver mais facilmente na região da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau.

Além de Guangdong, Hong Kong e Macau, a região da Grande Baía abrange nove localidades: Cantão, Shenzhen, Zhuhai, Foshan, Huizhou, Dongguan, Zhongshan, Jiangmen e Zhaoqing.

Esta região de nove cidades e duas regiões administrativas especiais conta com mais de 110 milhões de habitantes.

"Macau está a proceder a uma série de trabalhos no sentido de articular as suas políticas com as do Governo Central, bem como a sua respetiva divulgação, com o intuito de que a população de Macau possa beneficiar e sintam a participação e a concretização desta obra conjunta", concluíram as autoridades do território.

O chefe do Governo de Macau vai estar em Pequim entre 14 e 17 de setembro para participar na primeira reunião plenária do Grupo de Líderes para o desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, anunciaram na segunda-feira as autoridades macaenses.

MIM // EL


PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: