quinta-feira, 19 de abril de 2018

Primeiro serviço bancário móvel em Timor-Leste começa a ser desenvolvido

PARTILHAR
Díli, 18 abr (Lusa) - A IFC, que integra o Banco Mundial, e a KIF, a primeira instituição financeira não bancária de Timor-Leste, anunciaram hoje um acordo para desenvolver o primeiro serviço bancário móvel do país, que esperam atinja 50 mil pessoas.

Em comunicado, a International Finance Corporation (IFC) explicou que o projeto desenvolvido com a Kaebauk Investimentu no Finansas (KIF) visa, em particular, as populações nas zonas rurais, onde nem sempre há acesso a serviços financeiros básicos.

O objetivo é que essa população ainda sem qualquer ligação aos bancos possa ter alternativas para poupar, enviar ou receber dinheiro, explicou a IFC, que tem trabalhado para criar oportunidades de serviços bancários móveis em mercados emergentes em todo o mundo.

"A parceria permitirá ao KIF lançar operações bancárias móveis e sem agência e introduzir 'Kaebauk Osan', um produto de poupança destinado a fornecer serviços financeiros a populações rurais e urbanas pobres, com um foco especial nas mulheres e no crescimento do agronegócio de Timor-Leste com oportunidades financeiras para 10.000 agricultores rurais", disseram os responsáveis pelo projeto.

Para Azam Khan, responsável da IFC para a Indonésia, Malásia e Timor-Leste, é um programa que pode ajudar a diversificar a economia timorense.

"Timor tem uma população muito jovem, mais de 50% da população tem menos de 20 anos de idade, muitos dos quais entrarão no mercado de trabalho nos próximos anos", afirmou.

"Este projeto oferece um caminho para todos os timorenses gerirem melhor o dinheiro e pode servir de porta de entrada para outros serviços financeiros, ajudando, em última análise, a crescer a economia", sublinhou.

Angelo Soares, responsável do KIF, destacou o facto de quase 65% da população timorense estar envolvida no setor agrícola, que é uma fonte crescente de emprego nas áreas rurais.

"O KIF está comprometido em promover a inclusão financeira em lugares remotos do país para a promoção do sustento dos habitantes. Sabemos que as pessoas nas áreas rurais querem acesso a produtos de poupança e querem poder ter acesso a serviços financeiros com mais facilidade", afirmou.

O KIF foi lançado em 2001 para fornecer produtos financeiros às populações rurais e urbanas pobres, operando atualmente 20 filiais em todo o país, com 12.462 clientes e uma carteira de empréstimos de 15 milhões de dólares (12 milhões de euros).

A IFC, por seu lado, é uma organização irmã do Banco Mundial e membro do Grupo Banco Mundial e a maior instituição de desenvolvimento global voltada para o setor privado em mercados emergentes.

Atualmente trabalha com mais de duas mil empresas em todo o mundo, e no passado canalizou mais de 19,3 mil milhões de dólares em financiamento de longo prazo para países em desenvolvimento.

ASP // EJ
PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: