domingo, 2 de junho de 2019

Timor-Leste assina contrato de 18,6 ME com estaleiro Damen para novo navio de passageiros

PARTILHAR

Díli, 31 mai 2019 (Lusa) -- O Governo timorense assinou hoje, com o estaleiro holandês Damen, um contrato no valor de 18,6 milhões de euros para a construção de um novo navio para operar na costa norte, projeto apoiado pela cooperação alemã.

Timor-Leste vai pagar a maior parte do custo do projeto (cerca de 12,6 milhões de euros) e o Governo alemão os restantes seis milhões de euros, com o contrato a abranger o "desenho, construção, fornecimento e entrega ao Governo" timorense.

A Damen Shipyards Gorinchem, que tem mais de 35 empresas, oito mil funcionários e estaleiros em vários países, decidiu que a construção, prevista para 19 meses, vai ser realizada em Yichang, na China.

O contrato foi assinado, em Díli, pelo ministro dos Transportes e Comunicação timorense, José Agustinho da Silva, e pelo diretor comercial regional da Damen, Gysbert Boersma.

"Este navio, moderno, responde aos padrões mais elevados, reduzindo custos e melhorando a eficiência dos transportes", disse o ministro, referindo que 20 timorenses foram já formados, com o apoio alemão, para o setor.

"Será o único navio em Timor-Leste certificado para o transporte seguro, incluindo de matérias perigosas", referiu, agradecendo o apoio alemão ao projeto.

O presidente da Autoridade Portuária de Timor-Leste (Aportil), Constantino Soares, explicou que o navio vai permitir fortalecer os serviços de transporte na costa norte do país, para já entre Díli, o enclave de Oecusse e a ilha de Ataúro.

Posteriormente, disse, quando estiverem concluídas as obras necessárias, o transporte será ampliado ao longo do resto da costa do país.

Para Gysbert Boersma, o navio poderá ser o início de "uma cooperação muito mais ampla" entre a empresa holandesa e Timor-Leste, que pode incluir até apoio no setor da pesca, construção naval, petróleo e gás natural.

"Vai ser um grande navio. Estamos honrados em poder aumentar a mobilidade que é essencial para o desenvolvimento económico. Em 19 meses receberão um navio de grande qualidade que durará pelo menos uma geração", disse.

"A Damen é mais do que só navios. Espero que isto possa ser o início de uma grande relação. Queremos garantir que a Damen pode apoiar em mais projetos, ajudar a gerar atividade económica e emprego", afirmou.

Na cerimónia estiveram presentes vários membros do Governo, incluindo o ministro de Estado na Presidência do Conselho de Ministros, Agio Pereira, de vários deputados e de responsáveis de várias instituições públicas timorenses.

Desenhado pela IMS Nord, em cooperação com a Aportil, o navio terá um comprimento de 67 metros, uma largura de 16 e um calado de 3,3 metros, segundo as especificações agora anunciadas.

Com um convés de uma altura de 4,8 metros e uma velocidade máxima de 10 a 12 nós, o navio terá uma capacidade de transporte de 380 pessoas e de mais de 940 toneladas de carga, com uma tripulação de 16 elementos.

O navio vai substituir o Nakroma, atualmente a fazer a ligação entre Díli, o enclave de Oecusse e a ilha de Ataúro, e que necessita de reparações.

A cerimónia ocorreu dois dias depois do atual presidente da Aportil ter sido informado que vai ser substituído no cargo, já a partir de segunda-feira, pelo ex-vice-ministro dos Transportes no V Governo constitucional timorense Flávio Cardoso Neves.

ASP // EJ
PARTILHAR

Author: verified_user

Publicação luso-timorense sem fins lucrativos

0 comentários: